Terça-feira, 4 de Junho de 2013
por Pedro Correia

«Morre lentamente quem não viaja, quem não lê, quem não ouve música, quem não encontra graça em si mesmo.»

Pablo Neruda


tiro de Pedro Correia
tiro único | comentar | gosto pois!

5 comentários:
De Carlos Faria a 4 de Junho de 2013 às 10:27
Grande verdade


De Pedro Correia a 4 de Junho de 2013 às 22:53
Viajemos, Carlos, viajemos.


De ora aí está a 4 de Junho de 2013 às 13:50
Na união dos sovietes do camarada Neruda fartavam-se de viajar e liam tudo,tudo,nem sei porque quiseram regressar à morte-lenta depois de tanta viagem e tanta leitura.


De Pedro Correia a 4 de Junho de 2013 às 22:54
Por acaso até viajavam bastante. Para o gulag.


De ora aí está a 5 de Junho de 2013 às 00:03
Contrastando com as férias dos aparachiques nas respectivas datchas.E quanto a censura de autores,obras, e interferências do partido comunista nas artes plásticas e musicais há já basta informação.Não sei se Neruda,amigo e visita dos soviéticos,saberia do que lá se passava desde a instauração da ditadura do proletariado na Rússia.


comentar tiro

Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds