Quarta-feira, 3 de Julho de 2013
por Pedro Correia

«- Muito boa tarde. Posso falar consigo? Em directo para a TVI 24. Porque está aqui? Porque veio descer esta rua?

- É para mandar abaixo o Cavaco, os gatunos e os vigaristas que existem neste país. Deviam estar todos incinerados! Não sei se conseguem transmitir isto...

- Obrigada.»

Ouvido há pouco, em directo, na TVI 24

tags:

tiro de Pedro Correia
tiro único | comentar | gosto pois!

6 comentários:
De jfd a 3 de Julho de 2013 às 20:36
Pedro, sem ofensa e se me permites, o jornalismo* em Portugal deixa muito a desejar. Demais até. Com muita pena minha. Para mim foi muito mais claro este artigo que tantos outros nacionais e não-nacionais:
http://www.bbc.co.uk/news/world-europe-23155475




* = copy+past de Lusa & similares


De Pedro Correia a 3 de Julho de 2013 às 23:29
A febre dos directos dá coisas destas. Lindo.


De jfd a 3 de Julho de 2013 às 20:46


De Pedro Correia a 4 de Julho de 2013 às 08:51
JFD, no jornalismo há de tudo. Do óptimo ao péssimo. Como na política. Dizer que todos os jornalistas são incompetentes significa tanto ou tão pouco como dizer que todos os políticos são corruptos. Interessa, isso sim, falar de casos concretos. Tendo sempre em vista que uma sociedade onde não houvesse jornalismo seria uma sociedade totalitária, execrável.
Sobre a actual crise política ninguém poderá dizer que resultou do jornalismo, ou de mau jornalismo. É da responsabilidade de políticos, não de jornalistas. Que pelo meio ocorram situações flagrantes de mau ou péssimo jornalismo é outra coisa. Dar voz a adeptos de fornos crematórios, como pé de microfone, e ainda agradecer-lhes por isso é mau jornalismo. Aliás é mau. Ponto final. Porque todo o jornalista, antes de o ser, é cidadão. E o bom jornalismo nunca está dissociado da pedagogia cívica. Seja em directo, seja em diferido.
Mas a crítica ao jornalismo, ou aos jornalistas, não isenta a crítica à política, ou aos políticos. Não podemos pôr a exigência toda num lado enquanto a abandonamos por completo noutro lado.


De jfd a 4 de Julho de 2013 às 10:38
Concordo. Especialmente com "E o bom jornalismo nunca está dissociado da pedagogia cívica"

Em todo o caso claro terça-feira foi surreal. E fiquei muito preocupado porque senti para mim que os jornalistas a que assistia se esqueceram da fronteira entre reportar e comentar. E especificamente o péssimo trabalho da Anabela Neves e do Bernardo Ferrão. Fiquei francamente espantado pela positiva com a cobertura feita pelo CMTV .


De Pedro Correia a 4 de Julho de 2013 às 20:50
Por coincidência, estou agora a ver esse canal pela primeira vez. Acabo de ver um frente-a-frente entre a Joana Amaral Dias e o João Pereira Coutinho. Sou suspeito, porque gosto de ambos... mas gostei.


comentar tiro

Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds