Sábado, 6 de Julho de 2013
por André Miguel
Estamos a dar um triste espectáculo, sem rodeios e preto no branco é aquilo que vê quem está de fora.

Vítor Gaspar que era tão bom, tão competente, tão recto, a pessoa ideal para o leme em mar tempestuoso, afinal não aguentou a contestação do zé povinho. Simplesmente porque, como eu sempre defendi, era alguém que estava completamente desligado do país real, vivia de e para números, ou seja nas nuvens. A seguir o que faz o parceiro de coligação? Uma birra, pois bem. Excelso sentido de Estado, responsabilidade e comprometimento com a nação. Sem dúvida tudo aquilo que o CDS sempre defendeu... Ah não gostou da escolha? Azar. Discuta, proponha outra, faça o que entender (não tem uma reforma do Estado para apresentar?), agora bater com a porta com todas as mais que conhecidas consequências é andar a brincar e gozar com quem lhe paga o salário. Como se diz na minha terra mostrou o cuzinho todo, que é como quem diz a face: o poder pelo poder. Vai daí os tão famigerados mercados, tão odiosos e malvados, lá mostraram a verdadeira face desta palhaçada toda: que não governamos, nem nos deixamos governar, mas, mais importante ainda, que continuamos falidos, algo que parece escapar a uma grande falange dos nativos da Lusitânia.

Entretanto o circo continua, com a esquerda radical a masturbar-se com a crise despoletada e os socialistas a salivarem com o vislumbre da cadeira do poder. Há ainda por aí umas criaturas iluminadas que pedem eleições antecipadas. Em Portugal gosta-se muito de pedir eleições antecipadas. Aliás gostamos muito de antecipar seja o que for, basta ver a quantidade de criaturas-fazedoras-de-opinião que pululam pelos nossos media, como puro lixo tóxico, antecipando tudo e mais alguma coisa excepto a nossa tremenda incompetência para governar, enfim... O governo mexe no meu queijo? Eleições antecipadas! Há uma crise política? Eleições antecipadas! Eu muito me engano ou está mesmo tudo doido ou o calor está a dar cabo da tola a muita gente. A ver se nos entendemos: houve eleições há dois anos atrás, foram escolhidos os partidos para nos governar durante quatro anos. Falar em eleições novamente é uma total idiotice e uma tremenda infantilidade. É que não há outro adjectivo. Bonito seria sempre que um governo toma uma medida impopular (ui tantas que ainda há para tomar!) ou a qualquer crise política houvessem eleições. Mas esse tipo de gente não tem nada na cabeça?! Ou foram demasiado mimados na infância e os papás faziam-lhes as vontadinhas todas não antecipando a idade adulta?!

Menos mal que no meio disto tudo há um PM com bom senso. Não está isento de falhas e erros, que os tem como qualquer ser humano (é impossível agradar a gregos e troianos), mas tem aquilo a que se exige a um líder em momentos difíceis: é calmo, sóbrio e tranquilo. Algo que escasseia há muito pelas nossas elites. Portanto vamos mas é manter a calma, olhar em frente e continuar a trabalhar, pois por muito que nos custe ainda não há pão para malucos.


tiro de André Miguel
tiro único | comentar | gosto pois!

11 comentários:
De Fernando Manso a 6 de Julho de 2013 às 13:05

"Menos mal que no meio disto tudo há um PM com bom senso. Não está isento de falhas e erros, que os tem como qualquer ser humano (é impossível agradar a gregos e troianos), mas tem aquilo a que se exige a um líder em momentos difíceis: é calmo, sóbrio e tranquilo"...esta é a melhor da semana !


De assessor a 6 de Julho de 2013 às 16:01
Há limites para os sacrifícios que se podem exigir ao comum dos cidadãos.

A pessoa humana tem de estar no centro da acção política. Os Portugueses não são uma estatística abstracta. Os Portugueses são pessoas que querem trabalhar, que aspiram a uma vida melhor para si e para os seus filhos. Numa República social e inclusiva, há que dar voz aos que não têm voz.

(…)

Foi especialmente a pensar nos jovens que decidi recandidatar-me à Presidência da República. A eles dediquei a vitória que os Portugueses me deram. Agora, no momento em que tomo posse como Presidente da República, faço um vibrante apelo aos jovens de Portugal: ajudem o vosso País!

Façam ouvir a vossa voz. Este é o vosso tempo. Mostrem a todos que é possível viver num País mais justo e mais desenvolvido, com uma cultura cívica e política mais sadia, mais limpa, mais digna. Mostrem às outras gerações que não se acomodam nem se resignam.

Sonhem mais alto, acreditem na esperança de um tempo melhor. Acreditem em Portugal, porque esta é a vossa terra. É aqui que temos de construir um País à altura das nossas ambições. Estou certo de que, todos juntos, iremos vencer.’
Cavaco Silva, discurso de tomada de posse do Presidente da República, na Assembleia da República, em 9 de Março de 2011

É preciso muita lata !!


De falcão a 6 de Julho de 2013 às 22:49
http://inquietar-te.blogspot.pt/2013/07/paulo-irrevogavel-troca-tintas-e-o-novo.html
Paulo Irrevogável Troca Tintas é o novo chefe do governo...
... Passos Perdidos mantem-se com o cargo honorífico e simbólico de primeiro ministro, enquanto o chefe do governo, com o título dissimulado de vice-primeiro ministro vai ter o poder da coordenação económica, relações com a troika e destruição do Estado - por eles designada como reforma do estado.


De Equipa SAPO a 7 de Julho de 2013 às 09:31
Bom dia,
este post está em destaque na área de Opinião do SAPO.
Cumprimentos,
Ana Barrela - Portal SAPO


De Cobarde a 7 de Julho de 2013 às 12:40
Fraco Apache...


De povo desgraçado a 7 de Julho de 2013 às 13:37
Não há dúvida que o país está doido... Foi o próprio passos trocados que desestabilizou o governo, e ainda há quem veja nele o dom Sebastião festa respublicc... O país está mesmo doente!


De Francisco Fátima Marrins a 7 de Julho de 2013 às 15:41
Este senhor André Miguel tem uma bonita prosa,mas não é de bonitas palavras que o Estado Social Portugues vive!...Defende um Governo e um 1º.Ministro como sendo muito bonzinho e ,pelos vistos, até muito competente!?..
Diz que eleições antecipadas é uma doidice de todo o tamanho e uma mania dos Portugueses!...Mas então um 1º.Ministro de um Governo que mandou para o desemprego um milhão de Portugueses, desatou a roubar nas reformas, nas pensões, na segurança social, até nas mais baixas,etc..etc..., isto é um Governo com direito a sobreviver!?...Que mesmo depois de morto, ´quer voltar ao tacho com melhoria de categoria e trazendo pela mão mais um empresário da mesma cor, com se fôssem os salvadores da honra do convento!?...Em que país da Europa é que já se viu uma novela mexicana como esta!?...Casa, descasa, e será que o Sr.Presidente da República vai continuar a aparar bolas destas!?...O cidadão que sofre na pele as desgraças causadas por este Governo não vai aceitar, não!!!...Os tempos da outra senhora já lá vão!!!...


De Cobarde a 7 de Julho de 2013 às 20:16
Valha-nos alguém adulto que seja capaz de ver com os olhos de uma criança.
Na realidade não há pão para malucos, porque os que se atreveram a pedir-lhes pão ficaram sem ele. E não fica por aqui. Veja bem a rapidez com que se espalharia a miséria se o país não estivesse nas mãos de um sóbrio, calmo e tranquilo.


De rui a 7 de Julho de 2013 às 23:29
Eu ja estou fora do País faz tempo, mas o autor deste blog NUNCA viveu em Portugal, ou nao é Portugues. Desculpe senhor mas deve estar a receber muito bem por este tipo de opiniao, olhe que a boa bondade das pessoas tem limites


De Sara Vilhena a 8 de Julho de 2013 às 07:47
Calmo, sóbrio e tranquilo?! Só pode estar a brincar, a arrogância com que diz que não aceita a demissão do Portas, fazendo figurões de ignorante, sim , porque não o pode fazer, como todos sabemos, a que adjectivo pertence, ao sóbrio calmo ou sendo tão tranquilo adaptou uma postura Zen?!


comentar tiro

Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds