Quarta-feira, 31 de Julho de 2013
por jfd

Rui Rio não quis ser oportunista. Nem hipócrita. Apenas foi aquilo que sempre foi. Umbiguista, com pouco sentido partidário e de estado. É um político e não um Político. Essa prerrogativa lhe assiste. Mas ontem mostrou (de novo) as suas verdadeiras cores. Fica para a história julgar. Vergonhoso, digo eu. Houve e continua um bom trabalho no Porto. Merece a cidade ver isso marcado por vinganças pessoais? Por necessidade de preparar o seu pós-executivo? Por se esquecer qual o desígnio do seu mandato, da sua filiação e da sua responsabilidade?

Isto não é uma brincadeira de crianças mas sim um assunto muito sério.

Não creio que os apoiantes de Rui Rio, e principalmente de Portugal, se revejam no triste discurso a que ontem assistimos na RTP.

 


tiro de jfd
tiro único | comentar | gosto pois!

4 comentários:
De brmf a 31 de Julho de 2013 às 12:54
Uma das críticas que lhe faz é o maior elogio que se lhe pode fazer:ter pouco sentido partidário.


De jfd a 31 de Julho de 2013 às 13:16
Assim não o vejo.
Rui Rio não se atravessou em nada que lhe fosse dificil em prol do partido ou do país. Veio sempre falar, mas não se atravesou.
Assim fez e faz Marcelo.

Assim não o fez Manuela Ferreira Leite (que ultimamante padece de memória seletiva).

Só para enquadrar alguns exemplos no meu comentário.


comentar tiro

Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds