Segunda-feira, 5 de Setembro de 2011
por Ricardo Vicente

Há sinais de estar em curso uma guerra meio tépida entre PSD e CDS. Se a coligação de governo se quebra e deixa de ter apoio no parlamento, não servirá de nada que o PSD lembre ao CDS e ao PS que também esses partidos são signatários do acordo com a tróica: na prática, sem coligação fica garantido o boicote à implementação do acordo.

 

Por outro lado, só muito dificilmente a direita ganhará umas eleições legislativas antecipadas. Deixar o plano da tróica a meio e enfrentar eleições antes do fim da legislatura é entregar o poder numa bandeja aos socialistas.

 

Assim sendo, deixo dois conselhos a Pedro Passos Coelho: primeiro, uma coligação governamental é tempo para apaziguamento entre os partidos que a constituem: logo, o cessar-fogo deve durar pelo menos uma legislatura, até porque, em Portugal, o poder da direita é frágil  - e raro.

 

Segundo: dizia o outro que o bem deve ser feito aos poucos e espaçadamente, enquanto que o mal deve ser feito todo de uma vez e o mais rapidamente possível. Então, para quando os cortes na despesa? Os cortes a sério, não os remediozinhos que só trazem impopularidade e não alteram essencialmente nada do que interessa.


tiro de Ricardo Vicente
tiro único | comentar | gosto pois!

6 comentários:
De Alexandre Carvalho da Silveira a 5 de Setembro de 2011 às 14:42
Seria talvez mais interessante saber quem é que nos respectivos partidos anda a minar os alicerces da coligação PSD/CDS. Ninguem parece preocupado com isso, mas eu acho que nos devemos preocupar, e muito. Os tempos não estão para politicas subterraneas, porque um dia 22 ou 25 de um dos proximos meses, podemos acordar e não haver guito para os ordenados e para as reformas. Descontando as zurrices do Partido Socialista, anda muita gente a escrever e a dizer muitas asneiras nos media.
P.S. Espero que este Forte Apache seja, assim como outros estimaveis blogues que conhecemos, mesmo forte e um espaço de "discussão" plural, sã, e inteligente. Boa sorte para os autores(as).


De Ricardo Vicente a 5 de Setembro de 2011 às 14:44
Concordo! Obrigado!


De MFIGAS a 5 de Setembro de 2011 às 15:19
Depois de meses a anunciar planos de cortes de despesa que ainda ninguém viu, como é possível acreditar que eles ainda aí vêm?

Com o devido respeito, é mais provável um novo aumento de impostos ou a manutenção de algum imposto "extraordinário" (bem à portuguesa, afinal), como a sobretaxa em sede de IRS, que os tais cortes aparecerem.


De Ricardo Vicente a 6 de Setembro de 2011 às 08:03
A coligação merece o benefício da dúvida (ainda e apesar de tudo).


De PALAVROSSAVRVS REX a 5 de Setembro de 2011 às 15:30
Não poderia estar mais de acordo.


De Ricardo Vicente a 6 de Setembro de 2011 às 08:04
;)


comentar tiro

Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds