Quinta-feira, 10 de Novembro de 2011
por Fernando Moreira de Sá

Até os Abrantes andam todos contentes com Rui Rio. Coisa bonita de se ver e ler. Pé ante pé, como quem não quer a coisa, Rui Rio entrou na corrida, com António José Seguro, Louçã e Jerónimo, à liderança da oposição.

 

No meio de tanto ruído reparo em duas notícias da Câmara Municipal do Porto. Ela vive, quem diria. A primeira é a putativa privatização do estacionamento e a segunda é a privatização da Água e Serviços Municipalizados. Hummm. Estranho. No caso dos SMAS do Porto fica a dúvida: um processo destes demora mais de dois anos a concretizar. O mandato de Rui Rio é inferior a dois anos. O valor proposto é muito, mesmo muito, abaixo do valor real dos SMAS a preços de mercado (e que mercado, meus amigos). Além disso, existem dúvidas, muitas e reais, que tal possa ser aprovado superiormente - a exemplo do que é prática recorrente em casos semelhantes nos últimos tempos. Sem esquecer que, por percentagens idênticas, concelhos bem mais pequenos privatizaram por valores bem superiores. Bem, o melhor é pedir ao parceiro de blog Pedro Froufe, especialista na matéria, que nos possa elucidar. É que eu não estou a perceber.

 

E não acredito que Rio, esse não político, tenha caído na tentação do soundbite que tanto critica aos outros...

tags: ,

tiro de Fernando Moreira de Sá
tiro único | comentar | gosto pois!

5 comentários:
De Ulisses a 10 de Novembro de 2011 às 02:26
Bom, agora abrir a boca seja no que for que meta o governo torna-se uma aventura, estão sempre por perto os abrantes do PSD, qual quinta coluna sempre prontos a defender a sua dama nem que para tal tenham que recorrer à crítica a privatizações que eram até aqui uma das panaceias para resolver o problema da dívida.


De Fernando Moreira de Sá a 10 de Novembro de 2011 às 18:56
Caro Ulisses, aqui não existe nenhum abrantes, somos todos de carne e osso, ninguém aqui se esconde no anonimato e se não gosta, o remédio é simples, avance para leituras noutros blogs. E, sobretudo, nada de "tresler", onde raio está uma crítica à privatização???

O problema não é a privatização. Aliás, os problemas são dois: um valor bastante abaixo do de mercado e a impossibilidade prática de o fazer - seja no curto prazo, seja pela tradição das últimas tentativas.


De Pedro Correia a 10 de Novembro de 2011 às 21:33
Deixe estar, Ulisses: um dia vai rever a sua Penélope. Ela não ficará toda a vida na Rive Gauche.


De Gina a 10 de Novembro de 2011 às 10:08
Rui Rio também devia privatizar os serviços de limpeza. A cidade está suja como há 20 anos, houve um período que até estava limpa, mas agora... e é considerada um dos melhores destinos de férias!!!


De jfd a 10 de Novembro de 2011 às 14:49
Há assuntos que fedem!


comentar tiro

Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds