Sábado, 17 de Setembro de 2011
por CAA

Seguro não se quis pronunciar acerca das gravíssimas (e injustas) declarações de António Costa sobre a falta de "qualidade" da direcção parlamentar socialista. Realce-se que Costa não disse que a direcção carecia de abrangência ou representatividade - sentenciou-a com uma qualificação arrasadora que desconsidera irremediavelmente um grupo de experimentados políticos liderados por um ex-governante que também é professor catedrático. Eu posso não apreciar as posições políticas de Carlos Zorrinho mas nunca diria que ele e as suas escolhas têm falta de qualidade... Perante isto, Seguro tenta passar pelos pingos da chuva e fala da Madeira, da Madeira e da Madeira, com a esperança de que toda a gente se esqueça da pequena ilha em que ele e os seus se estão a transformar dentro do PS.

tags:

tiro de CAA
tiro único | comentar | gosto pois!

8 comentários:
De jpt a 17 de Setembro de 2011 às 16:27
Parece o Augusto Santos Silva a escrever


De eirinhas a 17 de Setembro de 2011 às 17:04
Não estou assim tão certo das qualidades que enaltece da direcção da bancada socialista.Do lugar onde está sentado não vê a expressão contínua do seu líder.Mas nós que estamos deste lado vêmo-lo de frente e,para mim,pelo menos,é confrangedora.Não será uma desqualidade mas qualidade não será.E os que estão aos seus lados?já víamos esta gente aquando do sócrates mas,para mim também,gostava mais dos que lá faltam agora,nomeadamente,Assis,Rodrigues,apesar de;o de Aveiro,cujo nome não me ocorre agora.


De Daniel Santos a 17 de Setembro de 2011 às 17:11
Vai-me desculpar, mas o que Jardim fez não é desculpável. Ninguém, por muito exercício que faça, pode aligeirar o que se passa na Madeira.


De Ulisses a 17 de Setembro de 2011 às 17:32
Confesso que admiro o seu jogo de cintura, o que até ontem era preto de repente tornou-se branco. Assinalável o seu esforço para limpar Alberto João, não me admiraria por isso se o visse na campanheira eleitoral na Madeira de braço dado com Passos Coelho e claro Alberto João.


De Paulo Sousa a 17 de Setembro de 2011 às 17:38
Seria surpreendente e muito positivo que PPC fosse além das declarações no caso do buraco da Madeira. Se assumisse o risco de perder o apoio parlamentar dos deputados PSD Madeira e retirasse a confiança política a AJJ mostraria ao país que finalmente tínhamos um PM em quem se podia confiar. No momento seguinte poderia dirigir-se a Seguro e lamentar o orgulho que este declarou ter na obra deixada por Sócrates.
Os grandes políticos seguem os princípios, correm os riscos das consequências e moralizam a sociedade mostrado que a política pode ser algo nobre.


De monge silésio a 17 de Setembro de 2011 às 17:50
CAA,

---joga bisca ou cartomância?


De cristin amotar a 17 de Setembro de 2011 às 18:39
Seria interessante que este grupo experimentado de políticos que fala António Costa pela sua experiência política se juntassem à Corte de João Jardim num curso intensivo sobre " Como não criar fogos nas contas públicas nacionais" .OK


De João Manuel Vicente a 19 de Setembro de 2011 às 06:48
Porquê, CAA? Logo quando a intransigência se exigia sem qualquer tergiversação, logo num daqueles raros casos em que a condenação deveria ser firme e rejeitar quaisquer sofismas? Porquê?


comentar tiro

Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds
visitas