Segunda-feira, 17 de Setembro de 2012
por Rodrigo Saraiva

Para o bem e para o mal, uma coligação pressupõe mais que um partido, logo, no minímo duas diferentes maneiras de pensar e actuar. E juntam-se para um mesmo fim. Para tal discutem, analisam e entendem-se. No Governo está uma coligação de dois partidos. E nem o PSD é o PCP, nem o CDS é "os verdes".

 

tags: , ,

tiro de Rodrigo Saraiva
tiro único | comentar | gosto pois!

2 comentários:
De anonimo a 17 de Setembro de 2012 às 12:42
Tudo bem... mas nesse ponto não posso deixar de concordar (o ´que não é hábito nem espero que se torne um hábito com o Daniel Oliveira): "Sim, Portas tem razão quando diz que não houve uma fusão entre o PSD e o CDS. Mas se os partidos da coligação são dois, um governo é apenas um. E a medida em causa não foi anunciada pelo PSD. Foi anunciada pelo governo de Paulo Portas. Tudo que houvesse para negociar era no governo que teria de ser negociado. Não é na praça pública. E é a isso que estamos a assistir: a uma negociação entre ministros feita em conferências de imprensa. É surreal."


De Marão a 17 de Setembro de 2012 às 21:22
O que se pode esperar do eterno batoteiro?


comentar tiro

Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds