Sábado, 20 de Outubro de 2012
por Rodrigo Saraiva

Manuela Ferreira Leite está hoje na primeira linha do combate ao Orçamento do Governo PSD/CDS. Mas há dois anos defendeu, elogiou e aprovou o último Orçamento do Governo PS com palavras que fizeram sorrir Sócrates e que, por maioria de razão, podia e devia usar agora.: «Não há outra solução».

Recordemos:

«De tempos difíceis e exigentes também falou a ex-líder do PSD Manuela Ferreira Leite, num discurso que soou como música para os ouvidos dos socialistas. A deputada do PSD defendeu que este Orçamento é "inevitável" e aquele "de que o país precisa". "Não há outra solução, pode haver umas medidas melhores, outras piores, medidas assim, medidas assado, mas temos de percorrer este caminho", frisou. Ferreira Leite reconheceu a situação de "ruptura financeira" e desafiou o executivo a não recuar ao primeiro sinal positivo da economia. A deputada sublinhou que o nível de endividamento, aliado a um anémico crescimento, tornou Portugal "refém dos credores". Numa palavra, "quem manda é quem paga".»


tiro de Rodrigo Saraiva
tiro único | comentar | gosto pois!

2 comentários:
De Tiro ao Alvo a 20 de Outubro de 2012 às 16:51
Eu também, às vezes, esqueço-me de coisas importantes; outras vezes não. Neste aspecto, tenho que reconhecer, humildemente, que a minha memória tem dias...


De Rui C Pinto a 20 de Outubro de 2012 às 19:00
Dá que pensar...


comentar tiro

Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds