Domingo, 27 de Janeiro de 2013
por Fernando Moreira de Sá

 

Poucas vezes estive com o Miguel Pinto Luz. Conheço-o mal. Temos amigos comuns. Amigos esses que, sempre que o tema é Lisboa e o PSD, o elogiam fortemente. Por isso mesmo, passei a estar atento ao seu percurso como Presidente da Distrital de Lisboa do PSD. A forma como resolveu a questão de Lisboa (Fernando Seara) deixou-me espantado. Nunca pensei que Seara fosse candidato. 

 

Está de parabéns.


tiro de Fernando Moreira de Sá
tiro único | comentar | gosto pois!

4 comentários:
De João Manuel Vicente a 28 de Janeiro de 2013 às 07:37
Sinceramente, não vejo o espanto.

O Dr. Seara, sabendo que o Dr. Costa está direccionado para outros palcos, percebeu de imediato que o seu oponente seria uma segunda linha do P.S.

Por isso, a hipótese de ganhar tornou-se mais consistente.

Por outro lado, consta que mesmo que perca, o Dr. Seara já obteve garantias que terá uma "compensação política" de relevo.

Ou seja, mesmo perdendo ganha.

Portanto, fazer "convencer" um candidato nestas condições nada tem de especial feito.

Nunca pensei dizê-lo mas há que reconhecer que coragem teve-a o Dr. Santana quando se candidatou contra o Dr. Soares na C.M.L., para mais quando este se uniu numa "frente de esquerda" contra o "bicho-papão"...

Aí sim, houve rasgo. Não este senhor Roboredo...


De Inês Tavares a 28 de Janeiro de 2013 às 11:34
Quando um presidente de distrital faz candidatos, sobrepondo-se aos militantes e às concelhias, o caso está mal. Mas como o exemplo veio da inenarrável MFL, que até nomeou os membros de mesas de freguesias com menos de 1000 eleitores, à revelia da concelhia, e dos estatutos do PSD, já nada me espanta.
Quanto a Seara, que não sei onde vive, arrisca-se a ter só o voto de Pinto Luz. 'pera aí o dito mora em Cascais e nem sequer vota em Lisboa!

Dito de outra maneira -Costa tem a presidência da CML porque o PSD, ou lhe entregou o cargo (há 6 anos); ou parte não votou no candidato, porque o bando dos 37% o ordenou; e agora quero saber quem votará Seara, nomeado por 'estrangeiros'.

Pois é, o PSD perde autarquias em Lisboa, umas atrás de outras porque: as estruturas, que não tem poder para isso, arrogam-se de tal; e porque arranjam candidatos, que são nojos que possam controlar, sem competências nem vontade de trabalhar.

O poder vai interno no PSD/Lisboa dar um trambolhão quando alguns arrivistas ficarem sem poder local onde arranjam os tradicionais tachitos, mais uns 'negócios' de bairro ( 1 ex: jogo clandestino)


De jfd a 28 de Janeiro de 2013 às 21:37
Olá Inês!
Então não há legitimitade para o mandato a que foi eleito?


De it a 29 de Janeiro de 2013 às 18:51
Foi eleito presidente da distrital, não da concelhia. Cada «macaco no seu galho»- passe a expressão.

A distrital tem competência para boicotar uma candidatura que considere imprópria, não para as lançar.
Jorge, leia, sff, os artigos: artº 56, alínea f) e artº 43 alínea d) dos estatutos nacionais do PSD!
Sou refilona, porque sei os estatutos.

Mas como no país, tb no PSD não 'há sistema judicial' credível. Senão, por violação grosseira, dos ditos Estatutos, já tinham sido expulsos militantes, que mandaram expulsar quem queria o cumprimento dos benditos.

Não estou contra A ou B estou contra a bandalheira -o que é diferente. Esta bandalheira afasta os militantes e ficam apenas os inscritos (aos magotes para as 'chapeladas') que nem sequer votam PSD nas eleições nacionais.

Cpts



comentar tiro

Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds