Terça-feira, 12 de Março de 2013
por jfd

Esta é a foto do dia em que Pedro Passos Coelho terminou a sua campanha eleitoral. Dias depois foi eleito Primeiro-Ministro. Um PM que herdou um pesado passado que muitos teimam em reconhecer - culpando o presente. 

Eu acredito que pela vontade do povo, levará o seu programa avante. O caminho não é de rosas, é sim penoso. Mas a recompensa será daqueles que se nos seguirão.

A questão é simples: Vamos pensar no amanhã como todos os que tivemos até agora, ou vamos lançar as fundações de um futuro diferente e brilhante?

Eu não deixo de acreditar. Chamem-me louco. Mas eu acredito. Se acreditas também, vem aqui e diz de tua justiça. São todos bem vindos!

 


tiro de jfd
tiro único | comentar | ver comentários (3) | gosto pois!

Sexta-feira, 19 de Outubro de 2012
por jfd

Manuela Ferreira Leite precisa de encontrar vergonha na cara.

 

 

Este tipo de declarações, opiniões ou verborreias cerebrais em nada ajudam Portugal e o seu futuro.

Além disso MFL e todos os que fazem parte da geração que nos $%$%&%$% e agora estamos a pagar, deviam era estar calados e aplaudir um Governo que não lhes prestam vassalagem mas sim se devotam ao futuro da Nação.

Tenha vergonha na cara Professora!

Eu quero que os barões do PSD se afoguem nas suas baboseiras


tiro de jfd
tiro único | comentar | ver comentários (9) | gosto pois! (1)

Domingo, 16 de Setembro de 2012
por Alexandre Poço

Lusa, 17 de Setembro de 2012

 

 

Ao fim de um ano e quatro meses, o Partido Socialista regressou ao governo. O Presidente da República acaba de dar posse a António José Seguro como novo  Primeiro-Ministro de Portugal, no XXII Governo Constitucional.

 

Rodeado da sua equipa governamental, onde se encontram caras como João Galamba (Ministro de Estado, das Finanças, do Plano e do Investimento), Carlos Zorrinho (Ministro da Energia Verde) ou Pedro Nuno Santos (Ministro da Economia), o chefe de governo elencou algumas das medidas que o executivo irá tomar nos próximos dias, de forma a “recuperar a confiança do povo no país e adoptar uma política de crescimento e emprego”, a saber:

 

- Devolução imediata do imposto extraordinário sobre o IRS cobrado no subsídio de Natal dos trabalhadores no ano de 2011;

- Devolução imediata e com carácter de urgência dos subsídios de férias relativos ao ano de 2012 a todos os funcionários públicos e pensionistas;

- Criação de uma linha de crédito pelo Ministério das Finanças na ordem os 5 mil milhões de euros para financiar as PME;

- Fim das previstas mexidas na Taxa Social Única e agravamento desta para as empresas em 3 pontos percentuais;

- Fim dos cortes previstos nas fundações;

- Elaboração do “Plano Energia Verde Sempre” que se destina a conceder apoios do Estado às chamadas energias limpas e que deve rondar os 800 milhões de euros, em 2013;

- Retorno ao modelo de SCUT nas auto-estradas em que o governo anterior colocou o modelo de pagador-utilizador;

- Nova tabela das taxas moderadoras: 2€ por consultas nas USF e 5€ nas Urgências hospitalares;

- Aumento das verbas para a Educação: Mais 700 milhões de euros em 2013;

- Retorno para 13% na taxa de IVA aplicada na restauração;

- Aumento das verbas para a Segurança Social destinadas à protecção social no desemprego e ao RSI em cerca de 600 milhões de euros;

- Novo concurso para colocação de professores que até à data ainda não tinham arranjado colocação;

- Criação do passe escolar “Estudex” que comparticipa em 80% o valor do passe para todos os estudantes com idade inferior a 25 anos;

- Construção de 5 auto-estradas e 2 aeroportos regionais como forma de dinamizar a nossa economia e apoiar o sector estratégico da construção. O Primeiro-Ministro não adiantou para já os locais das infraestruturas;

- Aumento do IRS para o último escalão, dos actuais 46.5% para os 55% e criação de novos escalões para rendimentos mais altos (valores a definir) de forma a alcançar uma “maior equidade fiscal e uma justa distribuição de sacríficios”;

- Aumento do salário mínimo dos actuais 485€ para os 600€, de forma a “iniciar um caminho de convergência com os nossos parceiros europeus”, salientou Seguro;

 

O Primeiro-Ministro (PM) afirmou que estas medidas são a tradução de uma “agenda progressista” e que coloca o país na rota do “crescimento e do emprego”. Quanto ao memorando de entendimento com a troika, o chefe de governo afirmou que o governo iniciará uma renegociação do acordo com o FMI, Banco Central Europeu e Comissão Europeia para garantir “mais tempo, mais dinheiro e flexibilidade nas medidas”, pois segundo Seguro, “as pessoas estão primeiro”. O PM terminou reiterando que o seu principal objectivo é “devolver aos portugueses a sua vida de sempre”.


tiro de Alexandre Poço
tiro único | comentar | ver comentários (2) | gosto pois!

Quarta-feira, 18 de Abril de 2012
por jfd

Não me espanta a conversa de Manuela Ferreira Leite. Deixa-me é cada vez com mais certeza de que estamos no caminho certo quando se juntam os velhos do Restelo para manter o status quo criando lastro desnecessário num Portugal que cada vez mais tem de se largar do passado e construir um futuro neste presente.

 

Em declarações à SIC Notícias, Ferreira Leite considerou que "seria absolutamente inoportuno, num momento destes, se alguém se lembrasse de fazer uma reforma da Segurança Social. Os problemas que existem neste momento são, esperemos, de curto prazo, conjunturais, e não se pode mexer num sistema que tem a ver com a nossa perspectiva de futuro, de longo prazo".

 

Diz ainda a mesma fonte:

 

A ex-ministra das Finanças lembrou que fazer mudanças no sistema da segurança social nem teria efeitos imediatos

 

Ao que eu respondo: A sério? Mas será que ainda não entrou na cabeça de certas pessoas que se está a pensar nas próximas gerações e não no imediato como sempre foi feito? Aliás, esclareço: beneficio das próximas gerações e não seu constante sequestro pelos desvairos do presente e recente passado.

 

Bolas!


tiro de jfd
tiro único | comentar | ver comentários (6) | gosto pois!

Terça-feira, 10 de Janeiro de 2012
por Ricardo Vicente

Dizia que não, dizia que não mas a verdade é que as taxas de juro não param de cair. Daqui até à armadilha de liquidez, porém, ainda falta um bocado. Até lá, ganham-se (ou perdem-se) eleições.

 

No dia 25 de Novembro passado escrevi: o Banco Central Europeu começará a injectar mais e mais dinheiro com o objectivo de contrariar os sintomas de crise e de reduzir o valor real das dívidas públicas. Esta tendência aumentará à medida que nos aproximarmos das eleições na França e na Alemanha. A primeira previsão está mais que confirmada. Esperemos agora pela confirmação da segunda.

 

 

Actualização a 12 de Janeiro de 2012: sobre Mario Draghi, sugiro este interessante texto de Viriato Soromenho Marques publicado no Diário de Notícias de hoje.


tiro de Ricardo Vicente
tiro único | comentar | gosto pois!

Sexta-feira, 25 de Novembro de 2011
por Ricardo Vicente

Não é para os próximos tempos, é para depois dos próximos. Fixem estas palavras: "armadilha de liquidez". É disto que jornalistas, blogadores, analistas, comentadores, opinadores, spinadores e políticos andarão a escrever e a falar dia e noite a seguir aos tempos mais próximos. Será mais uma daquelas expressões que, subitamente, passam da ciência sombria para o parlapiê popular (e que deveriam pagar imposto).

 

Nos próximos tempos (dentro de meses e até dois anos): o Banco Central Europeu começará a injectar mais e mais dinheiro com o objectivo de contrariar os sintomas de crise e de reduzir o valor real das dívidas públicas. Esta tendência aumentará à medida que nos aproximarmos das eleições na França e na Alemanha. (A disponibilidade de Merkel para o argumento de Sarkozy de que a independência do banco central é totalmente overrated só pode aumentar à medida que as sondagens da chancelerina teutónica se afundarem).

 

Nos tempos depois dos próximos (lá para depois daquelas duas eleições): o Banco Central Europeu, os políticos e os opinadores vão descobrir a metáfora "empurrar um fio".


tiro de Ricardo Vicente
tiro único | comentar | ver comentários (9) | gosto pois!


Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
9 comentários
9 comentários
3 comentários
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds
visitas