Terça-feira, 23 de Outubro de 2012
por catarinabaptista

Um resumo sobre a última novela politiqueira nacional: O autarca de Gaia, Luís Filipe Menezes quer ir ao Porto. Rui Rio, ainda presidente, não quer. O PSD, pelo menos a sua maioria, quer. E o CDS?

 

O CDS quer. E não quer. Segundo o CDS Porto e Sampaio Pimentel (de cuja existência nunca me tinha apercebido até ler um texto sobre a personagem no Forte Apache - pelos vistos escreve no Público e depois o Público admira-se de andar a perder leitores) não pode ser pois o autarca de Gaia é um despesista e a sua gestão má. Para o CDS dos Lugares, pode. O CDS de Gaia faz parte da coligação. A Distrital do Porto sempre apadrinhou.

Sendo Sampaio Pimentel Director da Segurança Social do Porto, cargo de nomeação política e que tem como Secretáro de Estado a quem ele responde, o anterior vice da Câmara de Gaia, Marco António Costa, só pode.

 

Em suma, quando toca a "tacho" o CDS pode. Quando toca a fazer o jogo político da seriedade e competência de algibeira, não pode.

 

Enquanto Sampaio Pimentel estiver num cargo de nomeação política (o que lendo o seu CV é um velho hábito) respondendo, entre outros, perante um dos principais obreiros da obra que agora tanto critica em Gaia, MAC, é de latosa criticar a gestão de LFM em Gaia. Ou será que Sampaio Pimentel, como todo o menino bem comportado, só está a criticar Menezes, fazendo de conta que a malta não se lembra que o seu chefe esteve ali mesmo, lado a lado e de braço dado??? Ou será que Sampaio Pimentel também criticou MAC e eu não ouvi?

 

tags: , ,

tiro de catarinabaptista
tiro único | comentar | ver comentários (2) | gosto pois!

Sábado, 29 de Setembro de 2012
por catarinabaptista

15 de Abril de 2012:

A presidente do PSD/Açores, Berta Cabral, manifestou hoje "solidariedade" com o Governo da República, liderado por Pedro Passos Coelho, mas frisou que "a firmeza na defesa dos Açores é a única forma" de os dois se entenderem. "Estamos solidários com a tarefa patriótica que o Governo da República está a empreender", afirmou Berta Cabral, que prometeu "dialogar com lealdade e negociar com firmeza" com Pedro Passos Coelho, que considerou ser "um autonomista convicto e de longa data".

27 de Setembro de 2012:
Numa entrevista à RTP-Açores, a antiga presidente da Câmara de Ponta Delgada lembra que tem um passado político, que não chegou ontem ao palco político e garante ter sensibilidade social. “Alguém me acha parecida com o dr. Passos Coelho? Alguém acha que tenho um passado que leve as pessoas a pensarem que sou igual ao dr. Passos Coelho?”, questionou. “Eu tenho um passado. Eu não nasci ontem para a política".

 

Qual das senhoras terá falado verdade? A Berta de Abril ou a Berta de Setembro? São poucas as mulheres na política, gostava que aquelas que por lá andam demonstrassem que podem ser diferentes dos homens, pois a política precisa de melhorar muito. E nós podemos dar um toque diferente.


tiro de catarinabaptista
tiro único | comentar | ver comentários (1) | gosto pois!

Sexta-feira, 13 de Julho de 2012
por catarinabaptista

Sempre que a imprensa de referência começa a atacar um determinado político, chame-se ele Sócrates, Cavaco, Guterres, Barroso, Relvas ou outro qualquer nome que queiram colocar aqui, surge sempre um jornal, chame-se ele "O Crime" ou "O Correio da Manhã" que desce à cave e coloca tudo a um nível rasteirinho. Hoje foi a vez do CM.


tiro de catarinabaptista
tiro único | comentar | gosto pois!

Quarta-feira, 4 de Julho de 2012
por catarinabaptista

Ora agora falo eu, ora agora falas tu da tua licenciatura.

 

O Primeiro-ministro já disse disponibilizar o acesso das senhoras e senhores jornalistas aos documentos sobre as suas habilitações académicas. Um já está. Agora é hora de virar a agulha para o líder do PS. Onde tirou a sua licenciatura? Que equivalências lhe deu a Autónoma?

 

Ora agora vamos todos virar, pode ser? Vamos desafiar todos? Até aqueles fora da política, por exemplo, do jornalismo oriundos de equivalências da Lusíada, ISCTE, Lusófona e outras ao abrigo das mesmas regras? As tais do percurso profissional?

 

Ainda nos vamos espantar todos com tantos falsos moralistas...


tiro de catarinabaptista
tiro único | comentar | ver comentários (5) | gosto pois!

Terça-feira, 19 de Junho de 2012
por catarinabaptista

Há cerca de dez meses, o Expresso (sempre ele) noticiou isto:

Mário Crespo convidado pelo Governo para correspondente da RTP em Washington

Convite feito por Miguel Relvas surpreende administração da RTP e viola critérios da direção de informação do operador público para a escolha de correspondentes.

 

Na altura, Miguel Relvas negou.

E Crespo também.

Tinham razão. O Expresso, como de costume, «enganou-se».

 

A realidade afinal é muito diferente. Como podemos ler aqui.

 

Claro que, em Agosto de 2011, o Ministro foi desancado pelos «pensadores» que gostam de disparar primeiro e só começam a pensar depois dos disparos. Como é que o Crespo, sendo dos quadros da SIC, poderia ser ao mesmo tempo o correspondente da RTP?

Mas a burrice pegou. E alguns papagaios de serviço, com umas tantas catatuas lá no meio, puseram-se a palrar contra «o Relvas».

 

Reparem só nestes exemplos:

«O frete teve a merecida correspondência»

«Dar o exemplo»

«Washington, DC: o novo concurso da RTP»

«Jornalismo servil e catavento na mesma pocilga»

«Prateleiras douradas»

«Crespo ao fresco»

«Crespo ao fresco»

«Crespo goes to Washington»

«Miguel Relvas»

«PSD: jobs for the boys in Washington»

Etc, etc, etc, etc, etc.

 

E é claro que ninguém deu o braço a torcer.

Pelo contrário, é possível ler agora coisas como esta: «O enfraquecimento político de Relvas abortou o regresso de Mário Crespo a Washington, como correspondente do canal do Estado.»

Entre comentários do mais rançoso machismo...

O carrossel continua, agora com outros(as) visados(as).

Enfim... Cerca de 18 mil entradas no Google.

E eu estou fartinha de ler tanto disparate.


tiro de catarinabaptista
tiro único | comentar | ver comentários (1) | gosto pois!

Quarta-feira, 6 de Junho de 2012
por catarinabaptista

O jornal (?????????) "O Crime" dedica a sua última edição à licenciatura do Ministro Miguel Relvas. Entre a "notícia"(????????) da jovem violada por um ET na Caparica e o homem que nasceu com dois pénis, temos então o escândalo do Ministro que se recusou a responder a essa referência do jornalismo (??????) pátrio. Conclusão do dito jornal (????????????): o Ministro escondeu as suas "habilitações académicas"...

 

Valha-nos Deus nosso Senhor! Entretanto, fiquei a saber que o diretor do jornal (?????????) é um conhecido militante do PS de Cascais. Não sei se fique mais espantada por o dito ser do PS se por ser de Cascais. Tendo em conta o estilo e teor do jornal (????????) sempre pensei que era do Entroncamento...


tiro de catarinabaptista
tiro único | comentar | ver comentários (3) | gosto pois!

Terça-feira, 29 de Maio de 2012
por catarinabaptista

A silly-season costuma ser em agosto. O mês em que as portuguesas e os portugueses, em grande maioria, vão a banhos ou à terra. E Lisboa, como Coimbra, fica deserta. O mesmo se passa nas redações. Vale a Lusa e os estagiários para se alimentar os jornais. 

Pelos vistos, este ano o verão chegou mais cedo às redações. Hoje, por exemplo, o Jornal de Negócios vibrou com a ida de Santana Lopes a Moçambique. O motivo "noticioso" foi a sua estadia no Polama. A sério. Fiquei sem saber qual o problema da Sojogo, o motivo da viagem. Porém, o Jornal de Negócios preferiu outra abordagem: o preço da suite do Polana. Não foi a Evasões ou a Volta ao Mundo. Foi o Jornal de Negócios.

A partir de agora, todo o cão e gato que se desloque a Moçambique já fica a saber que a suite do Polana é coisinha para 600 euros de diária e que o melhor é ficarem hospedados num Ibis ou coisa que o valha, caso contrário, é notícia pela certa no Jornal de Negócios. Santana Lopes é presidente de uma instituição não pública que paga 73% dos seus proveitos em impostos (segundo o Rui Calafate). Aguardo, serenamente, próximas "notícias" sobre a viagem de Ricardo Espírito Santo Salgado, Paulo Azevedo, Luís Filipe Vieira e outros responsáveis de grandes instituições nacionais a Moçambique. Santana, já se sabe, fez como o homem da UGT e ficou no Polana. Pode ser que estes, para evitar a silly-season, prefiram coisa diferente, talvez esta modesta unidade hoteleira.

Para o Jornal de Negócios não ficar sozinho nesta batalha pela antecipação da silly-season, o conselho de redação do Público demite-se e a directora do jornal lança mais uma "arma de diversão massiva".

 

Minhas amigas: É Verão.


tiro de catarinabaptista
tiro único | comentar | gosto pois!

Sábado, 26 de Maio de 2012
por catarinabaptista

O ex-director do Correio da Manhã, João Marcelino, escreveu hoje um editorial no Diário de Notícias que, em certos momentos, parecia uma coisa autobiográfica. Quem já esqueceu aquela história de espionagem ao Presidente da República, o Prof. Cavaco Silva, e a forma como João Marcelino e o DN trataram o assunto?

 

Quem já esqueceu o modo amigo como o DN tratou sempre o anterior Governo é que pode admirar-se com a lata deste editorial. Aliás, sem grande esforço, vasta procurar nos arquivos da blogosfera do tempo do Eng. Sócrates algumas opiniões sobre o João Marcelino e o quadro começa a ficar composto. Como sou uma rapariga educada nem vou procurar exemplificar muito mais. Nem relembrar aquela célebre entrevista de José Sócrates a Marcelino na TSF que ficou para a história do jornalismo nacional e digna dos melhores manuais de comunicação, no capítulo: como entrevistar um amigo sem cuidar de disfarçar.


tiro de catarinabaptista
tiro único | comentar | ver comentários (1) | gosto pois!

Terça-feira, 22 de Maio de 2012
por catarinabaptista

Quando estive de visita a uns familiares em Newark comi uma omolete divinal numa espécie de fast-food chamada "Perkins Bakery". Ainda hoje vive em mim a dúvida se aquela coisa tinha mesmo ovos (na América nunca é de confiar). A perfeição da senhora omo e das batatas que a acompanhavam ajudam a amplificar a incerteza.

Quando li a notícia que um tal de Alan Perkins, antigo administrador da empresa proprietária do Freeport, afirmou que foram feitos pagamentos ilegais a José Sócrates (200 a 220 mil euros) para obter a famosa licença ambiental que permitiu a construção do monstro assaltou-me nova dúvida: será que se fazem omoletes sem ovos?

tags:

tiro de catarinabaptista
tiro único | comentar | gosto pois!


Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds