Quinta-feira, 11 de Julho de 2013
por Diogo Agostinho

 

Do que eu me fui lembrar... Estava no baú, bem escondido, pois pode ferir susceptibilidades...


tiro de Diogo Agostinho
tiro único | comentar | gosto pois!

Terça-feira, 9 de Julho de 2013
por Diogo Agostinho

 

 

Temos assistido a esta comédia internacional de alta espionagem. Declarações ainda tímidas perante um escândalo sem igual. Olho para isto tudo e só me vem ao pensamento: o que não seria se em vez de Deus na terra a viver hoje na Casa Branca estivesse George W. Bush? 

Certamente que o mundo estaria em histeria, as manifestações iriam suceder-se e toda a ala do politicamente correcto estaria em alarme social. 

tags: , ,

tiro de Diogo Agostinho
tiro único | comentar | gosto pois!

Segunda-feira, 1 de Julho de 2013
por Diogo Agostinho

 

Ver os Socialistas de antigamente apadrinharem o Socialista de AICEP para cá. 


tiro de Diogo Agostinho
tiro único | comentar | gosto pois!

Quarta-feira, 19 de Junho de 2013
por Diogo Agostinho

Quando a máscara cai, fica complicado... Que o cherne vá tomar posse bem longe daqui!


tiro de Diogo Agostinho
tiro único | comentar | gosto pois!

Terça-feira, 11 de Junho de 2013
por Diogo Agostinho

Foi este sábado. Pouco podemos dizer. Acho que importa mesmo é ver. Ver e perceber que não há igual. Ver e perceber que estamos perante alguém que é humano, sério e genuíno. 

É difícil encontrar pessoas na política assim! Muito difícil. O tempo está para cinzento, mas a vida a cores tem muito mais piada!




tiro de Diogo Agostinho
tiro único | comentar | gosto pois!

Quinta-feira, 30 de Maio de 2013
por Diogo Agostinho


tiro de Diogo Agostinho
tiro único | comentar | ver comentários (4) | gosto pois!

Quarta-feira, 29 de Maio de 2013
por Diogo Agostinho

 

A Comissão Europeia prestou uma justa homenagem a Diogo Vasconcelos. Um homem que em vida lutou por uma verdadeira agenda de inovação para Portugal. Fica um reconhecimento merecido. 


tiro de Diogo Agostinho
tiro único | comentar | gosto pois!

Quinta-feira, 23 de Maio de 2013
por Diogo Agostinho

 

Primeiro sabemos que o digníssimo senhor liderou a revolta no Conselho de Estado. Agora vem falar de “questões mortais”, sobre eleições antecipadas.

 

Aí está o nosso D. Quixote em acção. O ponderado e sério. Sempre digno e respeitoso. É ele Jorge Fernando Branco de Sampaio!

 

Mas mais extraordinário que esta vedeta vir falar, é puxar pela cabeça e lembrar-me dos seus grandes feitos como político. Destaco três obras do que de mais relevante fez e que indubitavelmente marcou a sociedade portuguesa.

Ora vejamos: Venceu em Lisboa, contra o mergulho do ano, apesar de ninguém se lembrar do que fez como Presidente de Câmara em Lisboa... 

E como Presidente de “todos os Portugueses” sabemos que... andou num lufa lufa com o pântano de Guterres e demitiu um Governo com uma maioria absoluta no Parlamento, por questões de regular funcionamento das instituições.

Acções? Obra? Doutrina? Não. Vazio completo e voz de ressonância bem embalada na capa dos “sérios do regime”.

 

Sabíamos que havia mais vida para além do défice, sabíamos que gostava muito dos compinchas do Partido sempre pronto a acudir, entre o pântano e o na altura menino de oiro, mas agora sabemos que é mesmo fetiche isto de eleições antecipadas para tão nobre figura. 


tiro de Diogo Agostinho
tiro único | comentar | ver comentários (4) | gosto pois!

Quinta-feira, 16 de Maio de 2013
por Diogo Agostinho

 

Não venho fazer piada sobre a Universidade em que os convivas estão a dar a palestra. Não. Mas venho constatar que ou a cidade do Porto é muito pequena, ou então são aquelas coincidências da vida. Lá vi ontem Rui Rio e Rui Moreira numa acção conjunta.

 

O Porto encolheu certamente.

 


tiro de Diogo Agostinho
tiro único | comentar | ver comentários (3) | gosto pois!

Quarta-feira, 8 de Maio de 2013
por Diogo Agostinho

 

Tenho acompanhado a pré-campanha para a Câmara Municipal do Porto. Pelo "picante" de ter mais um candidato de peso, esta disputa eleitoral promete ser bem interessante. 

No entanto, deparei-me hoje com esta fotografia sobre um evento de ontem no Porto. Quando a imagem vale mais do que qualquer palavra, vídeo de apoio ou nome em comissão de honra. 

Por aqui está tudo dito. 


tiro de Diogo Agostinho
tiro único | comentar | ver comentários (2) | gosto pois!

Quinta-feira, 2 de Maio de 2013
por Diogo Agostinho

 

Um tema bem actual, de alguém que diz o que pensa! Raro nos tempos que correm.


tiro de Diogo Agostinho
tiro único | comentar | gosto pois!

Segunda-feira, 29 de Abril de 2013
por Diogo Agostinho


tiro de Diogo Agostinho
tiro único | comentar | gosto pois!

Quinta-feira, 18 de Abril de 2013
por Diogo Agostinho

 

Pacheco Pereira sempre em forma: Vinte anos de "tachos aparelhísticos"…  Condecorado por Jorge Sampaio, claro. Com a Ordem da Liberdade. Depois do que ajudou à vitória de Sócrates… Sócrates tomou posse em Março de 2005 e foi logo condecorado em Junho… Bruxo!


tiro de Diogo Agostinho
tiro único | comentar | ver comentários (3) | gosto pois!

Domingo, 7 de Abril de 2013
por Diogo Agostinho

É fantástico assistir à preparação dos planos de uma brigada do reumático que por aí pulula por nobres instituições do nosso mais nobre país.

Nos corredores, entre reuniões e bocas, as soluções milagrosas dos Penedas e Vilares desta vida são há muito faladas.

Gente de bem, com visão, com capacidade de pegar neste País. Gente que não se revê nos actuais dirigentes partidários. Gente que vive encostada a nomes e imagens de rigor e eficácia.

Tenho uma confissão a fazer: estes tipos são zero! Zero de ideias, zero de capacidade de decisão, zero de capacidade de trabalho, vivem entre almoços e inaugurações de bicos de pé, entre convites respeitosos por um Mário Crespo ou um tempo de antena de um qualquer canal, com os seus méritos de serem ex qualquer coisa, são hoje armados em grandes gestores que juntam cargos e cargos em conselhos de administração ou consultores divinos. Quais senhas de presença, trabalhar é para o povo e para quem recebe salário mínimo, eles são de outra casta. São predestinados. São o melhor que este país produziu.

É esta brigada do reumático que sonha com um governo à medida. Eleições? Partidos? Isso é para a plebe. Eles estão acima. Sempre foram a voz da razão. Foi como divinos conselheiros de Sampaio, é agora com o chapéu de guarda moral para os destinos de um povo perdido.

Monti correu mal? Isso foi por culpa de Berlusconi, cá no burgo não há nenhum qualquer populista que os possa atrapalhar na missão tão nobre para que se preparam.

E é uma missão. Não duvidem. Eles estão aí prontos para o sacrificio. E o povo sereno pode agradecer aos ceús por contar com tão nobre armada para o futuro risonho da nossa nação.

tags:

tiro de Diogo Agostinho
tiro único | comentar | ver comentários (1) | gosto pois!

Sexta-feira, 5 de Abril de 2013
por Diogo Agostinho

Estas semanas têm sido bem intensas em matéria de casos e conflitualidade política.

 

Ontem aconteceu o há muito esperado por todos. Penso que nem Miguel Relvas acreditaria que faria a legislatura até ao fim. O desgaste foi óbvio e o tempo em vez de fazer esquecer criou um alvo a abater e de chacota. Foi isso que assistimos pelo país, pelas redes sociais, pelas manifestações e pelos cartazes. Até na volta à França!

 

Quando tanto se ataca a credibilidade na política, devemos por vezes ter noção de que mais vale sair a ficar sem honra nem glória.

 

Estamos, segundo se diz, em vésperas de uma importante decisão do Tribunal Constitucional. Não sei qual será o resultado, mas sente-se que é urgente refrescar o actual Governo.

 

Nestas coisas, todos temos um pouco de Seleccionadores nacionais, mas cabe ao Primeiro-Ministro essa decisão.

 

A saída de Miguel Relvas não pode ser tratada como uma troca normal de Ministro. Por isso, essa decisão será vista por todos como um sinal de capacidade do Primeiro-Ministro em criar novas pontes e abrir o Governo a novas pessoas.

 

Ora, certamente que irão começar a dança de nomes. No actual panorama, são muitas as possibilidades, penso que os que poderiam ser mas, talvez recusem casos de Marques Mendes e Morais Sarmento. Depois os leais Jorge Moreira da Silva e Luís Montenegro podem vir a entrar nesta equação. Mas neste momento, penso que um nome seria uma boa notícia para o Primeiro-Ministro e para o Governo: Paulo Rangel. Não tenho dúvidas de que seria uma nova viragem, uma abertura a um anterior adversário no PSD e uma nova imagem numa pasta tão importante. Rangel está longe dos holofotes apesar de estar por aí, nos comentários televisivos. Bruxelas fica longe e seria a altura ideal para estar de volta ao combate político, um regresso que coincidiria com o regresso de Sócrates, eles que travaram lutas interessantes nos debates quinzenais, entre 2008 e 2009.

 

O Senhor Primeiro-Ministro tem a palavra.

 

Mas, não podia deixar de dizer que ontem gostei muito da entrevista de Nuno Crato. Claramente, um homem preparado e ponderado. Teve uma boa postura. Não será fácil estar na situação em que se encontrou. Quantos perante este caso iriam agir desta forma? Com a pressão de julgar um colega de Governo e amigo do seu Primeiro-Ministro? Agiu bem, com ponderação e ao que parece com todo o respeito pelas questões legais. Um bom sinal para o futuro. 

 

Mas deixo uma última nota, para dois casos que me transcendem. Estamos à espera de uma decisão do Tribunal Constitucional sobre o OE2013 que já está em vigor! E estamos à espera de uma decisão sobre as candidaturas autárquicas de pessoas com mais de 3 mandatos consecutivos a 6 meses de eleições. Isto será normal? Não creio. Isto é tudo feito, como sempre, em cima do joelho. 


tiro de Diogo Agostinho
tiro único | comentar | ver comentários (2) | gosto pois!

Sexta-feira, 22 de Março de 2013
por Diogo Agostinho

 

E perante a estratégia bem delineada da Europa para o caso Chipre, percebemos agora que coordenação é coisa que graça por Bruxelas. 

 

Ontem Durão Barroso, perante o ex-Presidente e agora Primeiro-Ministro e futuro Presidente Medvedev, referiu que foi o último a saber das medidas que estavam a ser pensadas sobre os depósitos dos cipriotas.

 

Aqui está no seu expoente máximo a utilidade de um Presidente da Comissão Europeia. E que sorte é ele ser Português!

 

Não sei o que nos é mais útil se Sócrates na RTP ou Durão em Bruxelas. O que sei é que estes dois fizeram muito mal a todos nós! E que merecem uma valente resposta se pensarem em futuros voos cá no burgo. Que continuem por lá, e deixem-nos tranquilos cá. 


tiro de Diogo Agostinho
tiro único | comentar | ver comentários (2) | gosto pois!

Quinta-feira, 21 de Março de 2013
por Diogo Agostinho

Deixem-me ver se percebi! Primeiro os cabelinhos brancos muito credíveis deste canto começaram por aí a levantar a lebre. Querem consensos alargados, falam em bancarrota, querem mudar o Governo, falam até em só mudar o Primeiro-Ministro... Os mesmos que tanto atacaram estas posições e falavam em falta de legitimidade política noutras épocas. Os mesmos que há uns meses atrás, nos seus tons graves e sérios defendiam este rumo de austeridade.

 

Entreatanto, regressa D. Sebastião Pinto de Sousa. Vindo directamente de Versailles, com toda uma nova colectânea de formação, CV actualizado e energia para liderar as suas tropas órfãs de rumo.

 

No meio disto discute-se em Portugal uma lei de limitação de mandatos para os Presidentes de Câmara a 6 meses de eleições (lembra a alguém?), com a possibilidade de ser à la carte por cidade.

 

É isto. 


tiro de Diogo Agostinho
tiro único | comentar | gosto pois!

Segunda-feira, 18 de Março de 2013
por Diogo Agostinho

 

Existem por aí uns papagaios que falam muito. São normalmente senhores muito credíveis. Com carreiras de enorme reputação. Marcam a agenda mediática e agora até se sentam nos dois principais canais de comunicação. Marcelo e Mendes. Duas figuras de “proa” da política em Portugal.

 

Ora o que têm os senhores em comum? Militantes do PSD, ex-líderes do Partido e com uma enorme devoção...a eles próprios.

 

É extraordinário como para se ser interessante em TV seja preciso espalhar fel desta maneira. De facto, estes papagaios são interessantes apenas por baterem nos seus não é?

 

Que valentes nos saíram os senhores. Será valentia ou cobardia? Ou melhor, será valentia ou dor de cotovelo? Lembrei-me que estes dois senhores também têm em comum uma coisa muito interessante: falhanço enquanto líderes políticos! Podem ser muito bons à noitinha, no um para um com um jornalista bem treinado, mas liderarem algo, ganharem a confiança das pessoas, isso fica para outras núpcias.

 

Importa é ganhar dinheiro a falar mal. Sobretudo dos próximos e supostos companheiros de Partido. 

 

Eu acredito e respeito muito a liberdade de cada um. Aliás, todos são livres para estarem num Partido ou não. Todos são livres nos Partidos para falarem nos momentos certos. Para se assumirem como alternativas quando há eleições, plenários, congressos ou reuniões. Não acredito em carneirinhos, percebo que podemos divergir de certas medidas ou situações. Percebo isso tudo se bem explicado e com respeito.

 

Agora, tenho muito pouco respeito por quem ganha a vida sempre, mas sempre a falar mal. Sempre mas sempre com esta aura de independência. É bom que tenham noção que a suposta força dos senhores não vem apenas do génio e brilhantismo dos mesmos. Vem e muito de terem sido alguém com responsabilidades num Partido e da delícia que é para o ser humano assistir a novelas baratas, sobretudo se meter tricas e alfinetadas.

 

É lamentável estas reservas morais do País. 

 


tiro de Diogo Agostinho
tiro único | comentar | ver comentários (7) | gosto pois!

Quinta-feira, 14 de Março de 2013
por Diogo Agostinho

... que Mário Lino vai entrar numa peça de teatro. Em papel de engenheiro civil. Mais ou menos como era Sócrates, assim para o faz de conta. E também vai cantar. De facto, o nosso José bem cantava, mas não encantava, era mais enganava! 


tiro de Diogo Agostinho
tiro único | comentar | ver comentários (3) | gosto pois!

por Diogo Agostinho

Ora muito bem. Aí está um Manifesto com ideias. E são bem-vindas. Os Manifestos de intenções e sonhos utópicas têm enchido páginas de jornais, e servido para muito pouco.

 

Este novo Manifesto vem acrescentar ideias.

 

Ora eu deixo mais uma. Todos os ministros de um Governo deveriam sair do Parlamento. Ou seja, legitimidade do voto popular para quem governa. 


tiro de Diogo Agostinho
tiro único | comentar | ver comentários (2) | gosto pois!

Quarta-feira, 27 de Fevereiro de 2013
por Diogo Agostinho


tiro de Diogo Agostinho
tiro único | comentar | gosto pois!

por Diogo Agostinho

 

 

Poucas coisas vão animando este povo, mas ontem Ronaldo e Mourinho lá nos deram mais uma alegria. Como é bom calar os nossos amigos espanhóis assim! 

 

Atenção, fala um tipo que é Sportinguista :) 


tiro de Diogo Agostinho
tiro único | comentar | gosto pois!

Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2013
por Diogo Agostinho

 

Foi há 8 anos, neste dia que os portugueses, perante o direito que lhes assiste optaram por uma mudança. A escolha recaiu sobre a tão falada "boa moeda". 

 

Sim, cá estou eu novamente a assinalar este dia. 20 de Fevereiro de 2005. Um dia em que se trocou gato por lebre. Um dia em que a democracia funcionou. Jorge Sampaio, respirava de alivio. Acabara de mandar fora o tão "perigoso" Governo de Santana Lopes por... ups, até hoje o senhor doutor Sampaio ainda não explicou. Mas dava posse a essa grande vaga de modernidade que vinha salvar este País. 

 

E que bela espécie nos deu Sampaio. E que bela libertinagem correu mundo. Hoje, assistimos a manifestações justas de pessoas que sofrem na pele dramas sociais terríveis. Isto é verdade. Mas, também sabemos que a culpa é dele! Ou deles! Meto no mesmo saco, Sampaio e Sócrates. 

 

Um passeia-se por Paris e almoça pelo Brasil. O outro presta um enorme apoio internacional e qual senador de Portugal correr de entrevista em entrevista em tom grave a falar. Grandes senhores estes que nos deixaram a factura para pagar. E a quem podemos mandar, como o Francisco José Viegas, ir tomar àquele sitio? Ou eles chegam-se à frente e dão os seus números de contribuintes? 


tiro de Diogo Agostinho
tiro único | comentar | ver comentários (4) | gosto pois!

Terça-feira, 19 de Fevereiro de 2013
por Diogo Agostinho


tiro de Diogo Agostinho
tiro único | comentar | gosto pois!

Sexta-feira, 8 de Fevereiro de 2013
por Diogo Agostinho

Bem sei que os portugueses ficaram sem a Gabriela para finalizar o seu dia. Mas, uma novela top, não precisava de ser substituída por esta novela de quinta categoria.

 

Ora vejamos o que se anda a passar pelo Largo do Rato. Um líder eleito, quase a finalizar o mandato, dá-se ao vexame de “negociar” com um putativo candidato, por sinal, um tipo que não gosta dele e que hoje é Presidente da maior Câmara do País.

 

Estas negociações acontecem à vista de todos e com comentários dos próprios.

 

Está tudo dito, no que toca à essência do acordo. Para socialista ver.

 

Mas, mais do que esta farsa de acordo entre duas pessoas que se odeiam, esta postura é a postura à juventude partidária. Não sei se as pessoas têm noção do grave problema que existe nos partidos. A táctica e, sobretudo, o calculismo é um pilar diário que anda nos partidos. E atenção isto não é só no PS!

 

Quantas vezes já assistimos a tipos iluminados que, deixam no ar, a ideia de que podem avançar num próximo acto eleitoral? Sempre no timing perfeito, para abrir espaço a namoros futuros e acordos de mercearia.

 

Os Partidos e as Juventudes Partidárias estão assim. Hoje, a coragem é coisa para apenas mostrar. Ir a jogo? Tá quieto ó bandido. A moda é agarrem-me senão sou candidato. E depois, rabinho entre as pernas, abre espaço para lugares para si e para os seus.

 

Esta coisa de se assumir com ideias é coisa do passado. Agora a moda é deixar a ideia de que quer algo.

 

Depois ouvimos as pessoas referirem que já não há estadistas nem políticos de fibra. Pudera. E têm razão. Os cobardes e fracos vão dominando. Poucos são os que se assumem desde a primeira hora com as consequências normais em democracia: ganhar ou perder. Faz parte. Mas o poder é sempre maior na sombra não é? 


tiro de Diogo Agostinho
tiro único | comentar | ver comentários (3) | gosto pois!

Terça-feira, 5 de Fevereiro de 2013
por Diogo Agostinho

Dão-nos conta de que os Bancos deram aval a António Costa para avançar para a liderança do PS.

 

Dizem que no meu clube, Godinho sai porque já não tem aval dos Bancos.

 

Dizem que já mandaram um Governo legítimo fora porque os Banqueiros estavam insatisfeitos, com possíveis aumentos de impostos.

 

Dizem que já tivemos até Banqueiros à porta de Conselhos de Ministros...

 

Invisível? Está bem visível.


tiro de Diogo Agostinho
tiro único | comentar | ver comentários (3) | gosto pois!

Sexta-feira, 25 de Janeiro de 2013
por Diogo Agostinho

Não sei se há pressa ou não. Mas as atenções andam agora viradas para o... Rato. Quais mercados ou país. É Seguro? 

 

Deixo um pequeno contributo sobre a questão e um cheirinho:

 

Um putativo líder de Governo precisa de dimensão e carisma. Um partido que tem feridas e pedidos de desculpa a apresentar-nos, tem um líder envergonhado pelo passado e embaraçado com o futuro. Com ou sem ADSE, com ou sem opinião sobre os 4 mil milhões de cortes no Estado, com o "velho" assessor de Sócrates de volta ao Rato, com o fantasma Costa a pairar e a antena aberta para Paris via Twitter ou em forma de jantares, percebemos que Seguro só lá chega se encontrar pelo caminho um "Sampaio amigo" que lhe estenda a passadeira.


tiro de Diogo Agostinho
tiro único | comentar | ver comentários (3) | gosto pois!

Segunda-feira, 21 de Janeiro de 2013
por Diogo Agostinho

Em momentos privados e de saúde, devemos manter o recato e não andar por aí a espalhar "solidariedades".

 

Quem muito fala, pouco faz. E João Soares deixa uma péssima imagem de Marcelo Rebelo de Sousa...

 


tiro de Diogo Agostinho
tiro único | comentar | ver comentários (4) | gosto pois!

por Diogo Agostinho

 

Não são os números do Banco de Portugal, não são os relatórios do FMI nem os estudos da OCDE. O que deixa este país de rastos desde ontem é a saudade que fica da Gabriela. 

 

E agora quem anima este povo? 

 

Jesus, Maria, José! 


tiro de Diogo Agostinho
tiro único | comentar | ver comentários (3) | gosto pois!

Terça-feira, 15 de Janeiro de 2013
por Diogo Agostinho

 

Ontem em pleno Dia Seguinte e Prolongamento soubemos da "ideia" de Golpe de Estado no Sporting por parte de Daniel Sampaio. Não sei se é ou não verdade. O que sei, é que com esse apelido "golpes de estado" encaixa na perfeição! 

 

Os manos a fazerem escola...


tiro de Diogo Agostinho
tiro único | comentar | ver comentários (4) | gosto pois!


Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds