Terça-feira, 6 de Agosto de 2013
por Rodrigo Saraiva

Sgt. Johnny Beaufort:

Did any of you men serve in the Confederate army during the late unpleasantness?

 

Recruit:

Yes sir. I had the honor of serving with General Nathan Bedford Forrest.

 

Sgt. Johnny Beaufort:

I would like to shake your hand. You are now an acting corporal. I hope you have the honor of buying me a drink on your next payday.

 


tiro de Rodrigo Saraiva
tiro único | comentar | ver comentários (6) | gosto pois!

Sexta-feira, 26 de Julho de 2013
por Rodrigo Saraiva

Já há foto deles com o Manuel Pinho?


tiro de Rodrigo Saraiva
tiro único | comentar | gosto pois!

Quinta-feira, 11 de Julho de 2013
por Rodrigo Saraiva

imagem de uma campanha presidencial, pertinentemente recordado hoje no facebook pelo Nuno Roby Amorim.


 

 


tiro de Rodrigo Saraiva
tiro único | comentar | gosto pois!

Quinta-feira, 4 de Julho de 2013
por Rodrigo Saraiva

Nas últimas 48 horas quase todos os comentadores políticos, com o apoio de uma oposição irresponsável (uns por irresponsável tacticismo e outros ideologicamente irresponsáveis)  e pouco sensível às preocupações e anseios dos portugueses, lançaram-se numa espiral destrutiva, ignorando por completo os efeitos nefastos das suas palavras na vida de milhares de pessoas e na saúde financeira de muitas empresas.

 

Quem tenha estado atento aos canais internacionais, facilmente percebe a influência negativa que tais comentadores têm na imagem externa do País, algo que pode pôr em causa o sacrifício que os portugueses têm feito e aceite nos últimos dois anos.

 

Não deixo por isso de salutar a “ofensiva” mediática internacional que Pedro Santana Lopes fez esta manhã, para sublinhar a importância de se alcançar um acordo entre CDS e PSD de modo a evitar-se eleições antecipadas e continuar-se com o programa de reformas. Primeiro, na CNBC Europe e depois no canal Bloomberg, terminando com uma palavra de esperança.


tiro de Rodrigo Saraiva
tiro único | comentar | ver comentários (7) | gosto pois!

Sexta-feira, 14 de Junho de 2013
por Rodrigo Saraiva

Agora que já estão marcadas as eleições autárquicas e muitas campanhas já se assumem na rua através de cartazes (algo que gosto de analisar), ocorre-me falar de uma realidade especifica deste tipo de eleições, as candidaturas independentes. Sou um defensor deste tipo de candidaturas. Embora acredite num sistema que esteja baseado em partidos políticos, sendo militante de um, não acho que o sistema deva estar fechado a esta forma de participação política.

 

Infelizmente, desde que se tornou uma realidade esta possibilidade nas eleições autárquicas, aquilo a que se tem assistido são a muitas candidaturas “pseudo independentes”, pois na sua génese estão candidatos que estavam dentro das realidades partidárias e dentro destas não viram vingar a sua vontade. Resultado, vencidos por regras em que em muitos casos os próprios delas beneficiaram, a motivação para uma candidatura dita independente não é mais do que um ressabiamento. E é pena que assim seja, pois é um desvirtuamento do que se pretendia na natureza da lei.

 

Mas como gosto de ver as coisas sempre pela positiva, faço por acreditar que não é um qualquer melindre narcisista, mas apenas um excesso de serviço à causa pública.

 

Mas mesmo assim, devemos conceder legitimidade a uma transição. Mesmo entre partidos. Durante uns tempos um cidadão entendeu que era num determinado fórum que se identificava e depois, com o passar do tempo, entende-se que é em outro. Percursos normais de vida, podemos entender.

 

Mas há pessoas cuja vontade de estar na causa pública é bastante admirável. Ora vejamos alguns casos.

Um ainda vereador eleito pelo PSD/CDS, percebendo que não seria convidado a continuar em funções, lá andou a apoiar uma candidatura independente, e sem entregar pelouros. Provavelmente percebendo depois que nesse movimento independente não estaria na lista como candidato decide-se lançar ele próprio como candidato “independente”.

E o presidente de Junta, eleito pelo PS que depois se desfiliou mas manteve-se como autarca, fundou um movimento cívico, apresentou-se como candidato independente à Câmara e recentemente apresentou-se como candidato pelo CDS.

E o cidadão que durante dois mandatos (2001-2009) foi vereador, salvo erro até terá sido vice presidente, do PSD. E que recentemente, curiosamente depois de nas eleições internas do PSD o candidato que apoiava ter sido derrotado, fundou um movimento “independente”. Vá, sejamos positivos e até condescendentes. Este senhor fez uma transição de uma força política para outra. Ah, ok. Nada disso. Continuemos a analisar a história. Será que este cidadão tão cheio de vontade e proactividade cívica apenas deu de si a partir de 2001 e em Barcelos? Viajemos até 1990 a Vila Nova de Cerveira …

 

Estes são apenas alguns exemplos que envolvem diversas transições numa só pessoa.

 

No final da linha, resta sempre aguardar pelo veredicto dos eleitores.


tiro de Rodrigo Saraiva
tiro único | comentar | ver comentários (1) | gosto pois!

Segunda-feira, 27 de Maio de 2013
por Rodrigo Saraiva

"Tudo é e não é", o novo livro de Manuel Alegre.


tiro de Rodrigo Saraiva
tiro único | comentar | gosto pois!

por Rodrigo Saraiva

... uma imagem captada num momento único.

 


tiro de Rodrigo Saraiva
tiro único | comentar | gosto pois!

Domingo, 26 de Maio de 2013
por Rodrigo Saraiva

Imaginemos: vereador, do CDS, durante mais do que um mandato numa coligação PSD-CDS. Quando percebe que não vai ser reconduzido envolve-se numa candidatura independente, dando a cara e sem entregar pelouros. Depois percebe que nessa candidatura independente não terá lugar na lista e apresenta-se como candidato independente, cabeça de lista, em outra candidatura.

Infelizmente não é ficção. É realidade no concelho de Cascais.

Percebe-se talvez o porquê de João Sande e Castro ter conseguido conviver vários anos com António Capucho, reconhecida sumidade de dedicação a cargos públicos e que recentemente anunciou ser candidato à Assembleia Municipal de ... Sintra, na candidatura independente de Marco Almeida.

Até hoje evitei opinar sobre esta candidatura. Em resumo, por compreender a decisão do PSD em optar por outro candidato mas também a decisão de Marco Almeida em se candidatar contra o seu partido. Mas ao saber que Capucho será cabeça de lista à Assembleia Municipal parece-me que o argumento da candidatura ser por Sintra e contra lógicas partidárias cai por terra e assim não é possível compreender.

Fui um defensor (e assim me mantenho) das candidaturas independentes nas autarquias. Infelizmente a maioria dos casos que se tem assistido são de pessoas que não conseguiram vingar a sua vontade numa estrutura partidária. Estruturas com regras. E que curiosamente em muitos dos casos beneficiaram quem agora as retorque. É pena que assim seja.

 


tiro de Rodrigo Saraiva
tiro único | comentar | gosto pois!

por Rodrigo Saraiva

ainda a final da Champions League ... tudo a gritar "ganda Neuer" ... e o Marques Mendes "eu? eu?"


tiro de Rodrigo Saraiva
tiro único | comentar | gosto pois!

Segunda-feira, 13 de Maio de 2013
por Rodrigo Saraiva

AC: "epa, estou com uma azia do jogo de ontem."

RR: "não te queixes. Eles aí em baixo pelo menos reservam o espaço público. Estes apareceram-me aqui à porta sem avisar."


tiro de Rodrigo Saraiva
tiro único | comentar | gosto pois!

Sexta-feira, 10 de Maio de 2013
por Rodrigo Saraiva

de manhã ouvia o debate no parlamento ... e ouvia as "perguntas" dos partidos da oposição ... conclusão ... o PS encurralado no seu tacticismo irresponsável, o PCP atado nos preconceitos ideológicos, o BE sitiado no teatro populista e o PEV na cacofonia inconsequente.


tiro de Rodrigo Saraiva
tiro único | comentar | ver comentários (2) | gosto pois!

Quarta-feira, 24 de Abril de 2013
por Rodrigo Saraiva

Quando se diz que a Alemanha dita as regras na europa não era preciso demonstrar com esta intensidade no futebol.


tiro de Rodrigo Saraiva
tiro único | comentar | gosto pois!

Terça-feira, 23 de Abril de 2013
por Rodrigo Saraiva

um dia o Daniel Oliveira vai ter a password do corporações.


tiro de Rodrigo Saraiva
tiro único | comentar | gosto pois!

por Rodrigo Saraiva

balanço do dia de ontem: o Forte entrou em modo autárquicas.

 


tiro de Rodrigo Saraiva
tiro único | comentar | gosto pois!

Quarta-feira, 17 de Abril de 2013
por Rodrigo Saraiva

palmadinhas de molière ... pancadinhas nas costas ...


tiro de Rodrigo Saraiva
tiro único | comentar | gosto pois!

por Rodrigo Saraiva

Hoje tomam posse as comissões instaladoras das novas freguesias da cidade de Lisboa. Um passo importante que vai para além do simbolismo. Sou daqueles que acha que até se podia ter ido mais além, mas esta reorganização é já um grande passo. Lisboa deu um exemplo ao país. Infelizmente há ainda muitos que resistem às necessárias mudanças. Neste caso de Lisboa é mais do que justo dar os parabéns e deixar os agradecimentos a todos os envolvidos e que permitiram este passo, nomeadamente a António Costa e Carlos Carreiras, que se "sentaram à mesa" conseguindo um consenso.


tiro de Rodrigo Saraiva
tiro único | comentar | gosto pois!

Quarta-feira, 10 de Abril de 2013
por Rodrigo Saraiva

O PS que diz que só aceita ir para governo com eleições para ter legitimidade democrática é o mesmo que diz que o actual governo, que emana de eleições, não tem legitimidade democrática.


tiro de Rodrigo Saraiva
tiro único | comentar | ver comentários (3) | gosto pois!

Terça-feira, 9 de Abril de 2013
por Rodrigo Saraiva


tiro de Rodrigo Saraiva
tiro único | comentar | ver comentários (1) | gosto pois!

Sexta-feira, 5 de Abril de 2013
por Rodrigo Saraiva

Presidente do Tribunal Constitucional, hoje.

Foto de Paulo Alexandre Coelho, Diário Económico.

 


tiro de Rodrigo Saraiva
tiro único | comentar | ver comentários (2) | gosto pois!

por Rodrigo Saraiva

baralha e volta a dar. é isso?!


tiro de Rodrigo Saraiva
tiro único | comentar | gosto pois!

por Rodrigo Saraiva

Marcar um anúncio/ conferência de imprensa para esta hora a uma sexta. é interessante analisar que o Tribunal Constitucional tem agendas e estratégias política e mediática.


tiro de Rodrigo Saraiva
tiro único | comentar | gosto pois!

Segunda-feira, 1 de Abril de 2013
por Rodrigo Saraiva

Depois da entrevista no Dia do Teatro, hoje era o dia adequado para começar os comentários de Sócrates na RTP.


tiro de Rodrigo Saraiva
tiro único | comentar | gosto pois!

Segunda-feira, 25 de Março de 2013
por Rodrigo Saraiva

"what happens in London stays in London"

 


tiro de Rodrigo Saraiva
tiro único | comentar | gosto pois!

Sexta-feira, 22 de Março de 2013
por Rodrigo Saraiva

O PCP tem um fetiche com a rua. Quer o povo na rua. Quer o governo na rua.


tiro de Rodrigo Saraiva
tiro único | comentar | ver comentários (3) | gosto pois!

Quinta-feira, 21 de Março de 2013
por Rodrigo Saraiva

se alguém volta a acusar Miguel Relvas de condicionar (e outros verbos similares em tom pejorativo) um órgão de comunicação social recordar-lhe-ei o dia 21 de Março de 2013.


tiro de Rodrigo Saraiva
tiro único | comentar | ver comentários (1) | gosto pois!

Quarta-feira, 13 de Março de 2013
por Rodrigo Saraiva

uma simples chaminé

 

 


tiro de Rodrigo Saraiva
tiro único | comentar | gosto pois!

Terça-feira, 5 de Março de 2013
por Rodrigo Saraiva

Se me irrita a discussão de números nas manifestações, mais me tira do sério que se tente enganar as pessoas e que se siga uma estratégia de exagero. Seja para cima, como para baixo. A eterna história dos extremos que nunca são saudáveis.

Por isso partilho um texto tirado daqui.

Porque embora a questão dos números seja o conteúdo central do texto o autor não deixar de considerar, como eu, que estas manifestações têm o seu significado e que os políticos não o devem ignorar, tal como também o disse no post anterior.

 

A nossa perceção sobre as coisas é importante. Mas é muitas vezes enganadora. Não fosse assim e dispensaríamos a matemática. E a matemática é uma ciência exata, não deixando margem a interpretação.

 

 

 

 


tiro de Rodrigo Saraiva
tiro único | comentar | ver comentários (1) | gosto pois!

Segunda-feira, 4 de Março de 2013
por Rodrigo Saraiva

Desde a manifestação “geração à rasca”, para me focar nas manifestações não organizadas por partidos ou sindicatos e afins, que há algumas coisas que me irritam um bocado.

 

A primeira é a discussão dos números. 200 mil, 500 mil, 800 mil, 1 milhão, meio milhão. Há de tudo. Mas porquê? Desde a primeira que digo “é muita gente. Ponto.”.

 

O(s) governo(s) deve(m) estar atento(s), fazer a sua análise e nunca relativizar.

 

E quem diz governos, diz partidos. Todos. Mas principalmente aqueles que têm integrado os governos.

 

É “normal” ver partidos radicais, como o PCP e o Bloco, a tentarem encavalitar-se nestes movimentos. O que não é normal é partidos, e seus dirigentes, do chamado “arco governativo” a fazer o mesmo. E quando digo dirigentes é qualquer militante com responsabilidade na estrutura, seja de âmbito nacional ou local, seja dos partidos ou das jotas.

 

Na manifestação “geração à rasca” vi dirigentes do PSD a “brincar às cavalitas”. Não gostei. Tal como não gostei de ver este sábado, como na anterior manifestação, dirigentes do PS. Repito: quando digo dirigentes é qualquer militante com responsabilidade na estrutura, seja de âmbito nacional ou local, seja dos partidos ou das jotas.

E nestes, considerando o passado recente, o governo de Sócrates e a assinatura do memorando, mais gravoso é o encavalitar.

 


tiro de Rodrigo Saraiva
tiro único | comentar | ver comentários (2) | gosto pois!

Quinta-feira, 28 de Fevereiro de 2013
por Rodrigo Saraiva

depois de ver as imagens dos protestos de estudantes ontem na Faculdade de Direito de Lisboa e recordando as do ISCTE sinto uma satisfação em comprovar que existe mobilidade no Ensino Superior. Independentemente da proximidade geográfica entre as instituições é bom saber que há estudantes que frequentam áreas de conhecimento diversificadas.


tiro de Rodrigo Saraiva
tiro único | comentar | ver comentários (1) | gosto pois!

Terça-feira, 26 de Fevereiro de 2013
por Rodrigo Saraiva

José Peyroteo Couceiro                         José Couceiro

 

tags:

tiro de Rodrigo Saraiva
tiro único | comentar | ver comentários (1) | gosto pois!


Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds