Quinta-feira, 23 de Maio de 2013
por Sérgio Azevedo

"Nós começámos como macacos e acabámos a construir aeroportos..." Raquel Varela na apresentação do seu livro "Quem paga o Estado Social em Portugal?"


tiro de Sérgio Azevedo
tiro único | comentar | ver comentários (1) | gosto pois!

Quinta-feira, 7 de Fevereiro de 2013
por Sérgio Azevedo

João Galamba, o Deputado Popstar, acredita que está em "marcha um plano da direita para levar a classe média a deixar de defender o Estado Social". Uma teoria da conspiração. Dizem os crentes desta teoria que o fenómeno ocorrerá numa próxima comunicação do Primeiro Ministro que através de fenómenos paranormais hipnotizará os cidadãos para levar por diante as reformas importantes e necessárias do Estado que o PS, de Galamba, se recusou a debater.

De facto, quando pensamos que o PS bateu no fundo há sempre um João Galamba a provar-nos o contrário.

 

 


tiro de Sérgio Azevedo
tiro único | comentar | ver comentários (6) | gosto pois!

Quinta-feira, 31 de Janeiro de 2013
por Sérgio Azevedo

António Costa diz que Seguro tem 10 dias para unir o PS. Tudo se diz sobre uma liderança quando aceita ultimatos desta natureza. E sejamos francos, em 10 dias nem com fita cola.


tiro de Sérgio Azevedo
tiro único | comentar | ver comentários (6) | gosto pois!

Segunda-feira, 28 de Janeiro de 2013
por Sérgio Azevedo

Ferro Rodrigues afasta candidatura à Câmara Municipal de Lisboa.  Sócrates em diligências para António Costa avançar para a liderança do PS. António José Seguro tem maturidade para assumir o Governo. 

 

É muita coisa para um dia só! O PS está mesmo em estado de sítio...


tiro de Sérgio Azevedo
tiro único | comentar | gosto pois!

Domingo, 27 de Janeiro de 2013
por Sérgio Azevedo

agradeça-se a Jaime Neves. Paz à sua alma.

 


tiro de Sérgio Azevedo
tiro único | comentar | ver comentários (5) | gosto pois!

Quarta-feira, 23 de Janeiro de 2013
por Sérgio Azevedo

No regresso de Portugal aos mercados, oito meses antes do previsto, o PS vira-se para dentro. Pedro Silva Pereira, neste mesmo dia que assinala um novo começo embora não constituindo a libertação absoluta da dependência económico-financeira nem do difícil caminho de austeridade, entende "que o PS precisa de fazer mais para se apresentar como uma alternativa credível" defendendo que o congresso do PS, para a eleição do secretário-geral, deve realizar-se "o mais rápido possível".

 

Pedro Silva Pereira entendeu bem o significado da importância de Portugal em regressar mais cedo que o previsto aos mercados. Assim como também entendeu bem que o PS perdeu em toda a linha. Porque nunca defendeu estes pressupostos e porque nunca, o PS, soube estar ao lado do governo em todos estes momentos para que, com legitimidade, reclamasse vitória.

 

O PS tem sido isto. António José Seguro ainda não percebeu. Pedro Silva Pereira e os portugueses em geral já!


tiro de Sérgio Azevedo
tiro único | comentar | ver comentários (2) | gosto pois!

Sexta-feira, 11 de Janeiro de 2013
por Sérgio Azevedo

O PS pela voz de José Junqueiro sugeriu ontem, na Assembleia da República, o caminho das eleições para como solução para Portugal. Hoje um outro PS, talvez o oficial, pelo seu porta-voz João Ribeiro diz que "os portugueses precisam de tempo para voltar a confiar no PS".

Está assim o PS. Um redondo de incoerências... 


tiro de Sérgio Azevedo
tiro único | comentar | gosto pois!

Sábado, 5 de Janeiro de 2013
por Sérgio Azevedo

Manuela Ferreira Leite que, entre outras coisas, foi a responsável pelo maior aumento da carga fiscal numa situação fora de "crise", diz hoje no Expresso que o défice de 3%, de resto inscrito no pacto de Estabilidade e Crescimento, não pode ser considerado "senhor absoluto". Uma opinião interessante para quem em 2008 defendeu a suspensão da democracia por seis meses para se "pôr tudo na ordem".


tiro de Sérgio Azevedo
tiro único | comentar | gosto pois!

Sexta-feira, 28 de Dezembro de 2012
por Sérgio Azevedo

"Uma interação que permitirá consolidar a nossa alternativa de esperança e dar corpo a um novo ciclo de governação, para o qual o PS está preparado. Um ciclo de governação que se iniciará em 2015 ou mais cedo se os portugueses assim o entenderem". Carlos Zorrinho, líder parlamentar do PS.

 


tiro de Sérgio Azevedo
tiro único | comentar | ver comentários (2) | gosto pois!

Quinta-feira, 29 de Novembro de 2012
por Sérgio Azevedo

Ao que parece Mário Soares lidera um movimento que assinou uma carta aberta ao Primeiro Ministro para que o Governo mude de política ou então se demita. A contestação, em democracia é normal e até saudável. Até ai tudo bem. Mas quando é o "bem posto" da vida democrática, Mário Soares, a liderar um movimento contra seja o que for, é sinal que está tudo explicado. Se houve personalidade que sempre se aproveitou e tirou partido de qualquer regime foi este senhor. Agora, é só tirar as ilações...

 


tiro de Sérgio Azevedo
tiro único | comentar | ver comentários (1) | gosto pois!

Segunda-feira, 26 de Novembro de 2012
por Sérgio Azevedo

O Deputado Pedro Marques do PS defende uma taxação de 100% de todos os rendimentos das PPP acima do valor contratualizado, a chamada taxa de rendibilidade do contrato. Defende ainda uma taxação de 20% sobre todos os fluxos financeiros associados ao financiamento das PPP (instituições financiadoras – Bancos Nacionais e Estrageiros). Pedro Marques, do PS, esquece-se que no âmbito de renegociações anteriores, nomeadamente nos governos do PS, foi introduzida uma cláusula que diz que se houver variação de impostos, o Estado compensa. Ou seja, além do risco de tráfego, também o chamado risco fiscal foi transferido das Subconcessionárias para o Estado. Entretanto a Disney procura talentos em Portugal. Pedro Marques é um forte candidato a Pateta.


tiro de Sérgio Azevedo
tiro único | comentar | ver comentários (2) | gosto pois!

Domingo, 4 de Novembro de 2012
por Sérgio Azevedo
Mesmo não concordando completamente com o conceito, desconfio até que nunca tal coisa foi equacionada (pelo menos na sua tradução literal), um "Estado low-cost" para os contribuintes pressupõe ser um Estado barato! Ora, se é barato significa, julgo eu, que é promotor de menos contribuições, ou seja, de menos impostos. É isto que Seguro não quer?


tiro de Sérgio Azevedo
tiro único | comentar | gosto pois!

Sábado, 3 de Novembro de 2012
por Sérgio Azevedo
António José Seguro recusa que o PS seja uma "muleta do Governo", respondendo ao apelo do Governo, em concreto do PM, à participação do PS para que se encontrem, em conjunto, soluções para reformar o papel do Estado na sociedade. Soluções, ideias. As "muletas" que o PS de Seguro rejeita fornecer. Compreende-se. Isto de ter ideias e alternativas concretas à situação actual dá muito trabalho...

tags: , ,

tiro de Sérgio Azevedo
tiro único | comentar | ver comentários (1) | gosto pois!

Quinta-feira, 25 de Outubro de 2012
por Sérgio Azevedo


O PS, o partido que congelou as pensões mínimas de reforma, vem hoje em plenário, pela voz de Sónia Fertuzinhos, apelar à decência. Não podia concordar mais. Se houvesse decência, metade da bancada parlamentar do PS tinha que renunciar ao mandato, pois foram eles que nos trouxeram até aqui com a sua decência como governantes.



tiro de Sérgio Azevedo
tiro único | comentar | ver comentários (3) | gosto pois!

Segunda-feira, 22 de Outubro de 2012
por Sérgio Azevedo

Não pondo em causa a dificílima tarefa de uma mãe(e de um pai também, se me permitem sei bem o que isso é!) em tão exigente família liderada por pequenos "terroristas" com muita pouca margem para qualquer tipo de negociação, ou o patriotismo luso que nos espreme o coração mas que, pelo andar das coisas, nem com 3 Nobel se almejava alteração deste fado mais chorado que cantado, o meu Prémio Nobel deste ano seria para as redes sociaisTwitter e Facebook.

 

A propagação do movimento "Primavera Árabe" para toda a região do Norte de África e Médio Oriente não teria sido possível nem, provavelmente, produziria os mesmo efeitos se não fossem estas duas ferramentas sociais. É esta aliás a conclusão de um estudo da Dubai School of Government onde indica a importância do Twitter e do Facebook na disseminação e no fortalecimento das manifestações populares que se espalharam pelo mundo.

 

Segundo este estudo nove em cada dez tunisianos e egípcios afirmaram ter usado o Facebook para organizar os protestos e aumentar a participação da população nas manifestações. Os resultados são conhecidos.

 

Sem estas ferramentas nunca teriamos ficado a saber que Mohamed Bouazizi, vendedor de verduras cometeu suicídio depois de revoltar-se com o tratamento dado pelo governo a ele e a toda a população tunisiana ou então que a jornalista egípcia Mona Eltahawy após participar nas manifestações da Praça Tahir havia sido detida e levada ao Ministério do Interior, onde ficou por 12 horas. Nesse tempo, a jornalista teve seu braço esquerdo e sua mão direita partidos tendo sofrido um brutal espancamento e abusos sexuais por parte da polícia.

 

"Estou livre. Além de baterem em mim, os 'cachorros da CSF' [Força de Segurança Central] me sujeitaram ao pior abuso sexual. Cinco ou seis me cercaram, apertaram meus seios, pegaram na minha área genital e eu perdi a conta de quantas mãos tentaram entrar nas minhas calças. Eles são cachorros e seus chefes são cachorros. F******, polícia egípcia", escreveu a jornalista.

Mas ainda que fossem apenas veículos de comunicação utilizados por coincidência neste momento importante na história da Humanidade, a reacção dos governos árabes de países em revolução em intensificarem o bloqueio e as restrições às ferramentas para evitarem que as revoltas se fortaleçam são sinonimo da sua extrema importância na divulgação mundial ao minuto das atrocidades cometidas contra os mais fracos. Veja-se o exemplo da Síria onde o presidente Bashar al Assad e o governo proíbe o uso das redes sociais e a entrada de jornalistas internacionais no pais.

 

A atribuição do Prémio Nobel da Paz ao Twitter e ao Facebook era também a atribuição do prémio a todos aqueles que por intermédio dos seus posts e dos seus tweets denunciam, expõem, opinam e lutam por um mundo melhor. Era um Prémio para as pessoas. Todas as pessoas.


tiro de Sérgio Azevedo
tiro único | comentar | gosto pois!

Terça-feira, 9 de Outubro de 2012
por Sérgio Azevedo

"Não ficámos totalmente esclarecidos". Foi assim que o Partido Socialista reagiu à apresentação das linhas gerais do Orçamento de Estado para 2013. 

Uma declaração vazia mas normal. Porém, tenho cá para mim que há muitos portugueses que também não estão totalmente esclarecidos sobre algumas matérias do último Governo do PS.  


tiro de Sérgio Azevedo
tiro único | comentar | gosto pois!

Quinta-feira, 4 de Outubro de 2012
por Sérgio Azevedo

François Hollande prepara-se para apresentar uma redução dos encargos das empresas compensada por um aumento da CGS (Contribuição Social Generalizada) a pagar pelos trabalhadores, ou seja, o equivalente à proposta do Governo Português sobre a TSU.

 

Um "ai Jesus" lá para os lados do Largo do Rato...


tiro de Sérgio Azevedo
tiro único | comentar | gosto pois!

Terça-feira, 25 de Setembro de 2012
por Sérgio Azevedo

“Quando há fogo num avião, não há para onde ir. Não se pode obter oxigénio do exterior do avião porque não se conseguem abrir as janelas. Não sei porque não se abrem. É um problema grave. Portanto, é muito perigoso", afirmou Mitt Romney, candidato republicano à presidencia dos EUA à margem de um pequeno incidente que levou o seu avião a aterrar de emergência em Denver.

 

E assim vai o mundo...


tiro de Sérgio Azevedo
tiro único | comentar | ver comentários (2) | gosto pois!

Sábado, 22 de Setembro de 2012
por Sérgio Azevedo

Número de Cidadãos em Portugal: 10 555 853 (INE)
Número de Trabalhadores no Activo: 4 837 000 (Pordata, INE)
Dívida Pública Portuguesa (2004) (M€) 90 739 (IGCP, Pordata)

Dívida Pública Portuguesa (2011) (M€) 174 891 (IGCP, Pordata)
Obrigações do Estado com PPP 2012-2050, VAL (M€) 26 004 DGTC
Dívida do Estado incluindo PPP (M€) 200 895
Défice Público Português 2008/2010 (M€) -23 354 INE–MFAP, PORDATA
Quanto devia o Estado por cada português em 2004? (€) 8 596
Quanto devia o Estado por cada português em 2011? (€) 16 568
Quanto devia o Estado por cada português em 2011, incluindo PPPs? (€) 19 032
Quanto devia o Estado por cada português trabalhador em 2004? (€) 18 759
Quanto devia cada o estado por cada português trabahador em 2011? (€) 36 157
Quanto aumentou a dívida pública por português durante a gestão Sócrates? 93%
Quanto? 93%
 


tiro de Sérgio Azevedo
tiro único | comentar | gosto pois!

Sexta-feira, 21 de Setembro de 2012
por Sérgio Azevedo


tiro de Sérgio Azevedo
tiro único | comentar | gosto pois!

Terça-feira, 18 de Setembro de 2012
por Sérgio Azevedo

Mas tenho para mim que, em termos abstractos, uma das melhores coisas que a Manifestação de passado dia 15 teve foi termos ficado a conhecer a Adriana Xavier. A Adriana tem 18 anos e é de Lagos e no meio de petardos contra a "sede" do FMI abraçou um polícia. O gesto, naturalmente, correu o mundo graças à perspicácia do Fotojornalista da Reuters José Manuel Ribeiro.

O abraço de Adriana lembra-nos aquelas imagens de variadíssimos filmes que nos trazem, como será normal, uma perspectiva diferente de quem legitimamente defende os seus direitos. Mas mais do que isso, lembra-nos os anos do idealismo hippie onde tudo seria naturalmente resolvido pela paz e pelo amor.

Adriana é uma hippie. Eu gosto de hippies. Aliás, tenho para mim que uma sociedade não será absolutamente saudável nem completa sem uma boa dose de hippies. Sem uma boa dose da paz e de amor. Nas acções, nas manifestações em sentido lato, nas orientações. A Adriana fez-nos acreditar que há, de facto, muito mais para além da Troika, dos sacrifícios e das necessárias dificuldades que teremos de passar a uma escala mais ou menos global.

"Aquela imagem é a que sou. Acredito que em breve vai haver uma mudança. Espiritual." diz a Adriana. Eu gosto da Adriana. E gostava que muitos mais cidadãos, de manifestantes a políticos, de empresários a trabalhadores, de juízes a réus fossem um bocadinho como ela. Só um bocadinho.


tiro de Sérgio Azevedo
tiro único | comentar | ver comentários (1) | gosto pois! (1)

Segunda-feira, 17 de Setembro de 2012
por Sérgio Azevedo

Alberto João Jardim não participou na manifestação por "decoro institucional".

 

Eu, também por "decoro institucional", não escrevo mais uma linha sobre isto.


tiro de Sérgio Azevedo
tiro único | comentar | gosto pois!

Sábado, 25 de Agosto de 2012
por Sérgio Azevedo

Hollande, essa grande esperança do socialismo, entende que a Grécia deve "provar a credibilidade" dos seus compromissos internacionais pois, segundo Hollande, "vive-se um momento em que é preciso assumir compromissos" e que a "Europa tem de ter consciência que já tudo foi feito" em prol da Grécia. Nem Sarkozy teria dito melhor...


tiro de Sérgio Azevedo
tiro único | comentar | ver comentários (1) | gosto pois!

Quinta-feira, 23 de Agosto de 2012
por Sérgio Azevedo

O Governo de Moçambique autorizou as alunas islâmicas usarem "a todo o tempo" o lenço islâmico nas escolas. Apesar de não estarem dispensadas de usar o uniforme escolar, obrigatório aliás para todos os estudantes, a permissão para o uso do lenço islâmico prende-se essencialmente com o "reconhecimento de um direito consagrado na Constituição". Uma pequena lição de liberdade e de democracia a algum mundo ocidental tido como civilizado.


tiro de Sérgio Azevedo
tiro único | comentar | ver comentários (3) | gosto pois!

Sexta-feira, 17 de Agosto de 2012
por Sérgio Azevedo

"O que vale uma medalha?", um bom artigo do Rodrigo Tavares na Visão desta semana. "(...) Se eu fosse forçado a escolher, acho que preferiria investir em políticas de desporto escolar ou de democratização efectiva da actividade física. Receberia criticas, ouviria menos vezes o hino nacional (ainda menos que hoje), mas seria uma contribuição silenciosa para a prevenção de doenças e para o aumento da qualidade de vida e da autoestima individual dos portugueses."


tiro de Sérgio Azevedo
tiro único | comentar | gosto pois!

Sábado, 4 de Agosto de 2012
por Sérgio Azevedo

António José Seguro afirmou hoje, a propósito da possível privatização da TAP, que "a TAP não é do Governo, a TAP é do país". O que me leva a perguntar:

 

De quem eram os 454 milhões de euros atribuídos, entre 2008 e 2010, à Fundação para as Comunicações Móveis?

De quem eram os 16.800 milhões de euros de divída do sector dos transportes?

De quem eram os milhares de euros gastos em inaugurações de troços de estradas negociadas sob a forma de PPP que depois deram no que deram?

 

Do Governo ou do país?

 


tiro de Sérgio Azevedo
tiro único | comentar | ver comentários (4) | gosto pois!

Segunda-feira, 18 de Junho de 2012
por Sérgio Azevedo

A vitória da Nova Democracia na Grécia foi a vitória da construção europeia e do projecto europeu. São momentos como este que nos fazem acreditar na democracia e no imperativo da razão dos cidadãos que, em alturas como esta, sempre prevalece. Hoje, a razão imperou na Grécia. Os gregos ganharam mas a Europa também.


tiro de Sérgio Azevedo
tiro único | comentar | ver comentários (1) | gosto pois!

Terça-feira, 12 de Junho de 2012
por Sérgio Azevedo

O jornal i traz-nos a noticia de que a EDP cobrou cerca de 3 milhões de euros a mais aos seus clientes devido a um erro de leitura nos contadores. Este sim, é chamado o verdadeiro "negócio da China".


tiro de Sérgio Azevedo
tiro único | comentar | ver comentários (2) | gosto pois!

Quarta-feira, 6 de Junho de 2012
por Sérgio Azevedo

Sempre tive António Borges como um excitado da política. E um excitado da política, que é manifestamente diferente de um excitado da vida, é normalmente um ser vaidoso de pseudo superioridade intelectual, normalmente com um pensamento estruturado de forma a que poucos  entendam (e por isso alguns os têm como  brilhantes - a ininteligibilidade também tem destas coisas...) mas que sempre que lhes é metido, passo expressão, um microfone à frente descontrolam-se de tal forma que a intelectualidade arrumadinha dá rapidamente lugar à verborreia.

 

A declaração sobre a necessidade de baixar salários não foge à regra. 

 

Mas por isso, falando de coisas sérias e que realmente contam, é que gosto do Presidente Cavaco. Nestas declarações Cavaco corrige o incidente. E nós agradecemos.

 

Primeiro porque tranquiliza os cépticos nas políticas do Governo que, diga-se, nunca indiciou caminhar nesse sentido. Depois porque, e com algum gozo mesquinho, corrige a asneira e a vaidosice do seu amigo Borges.


tiro de Sérgio Azevedo
tiro único | comentar | gosto pois!

Sábado, 26 de Maio de 2012
por Sérgio Azevedo

António José Seguro diz que "há duas formas de governar o país".

Não podia estar mais de acordo. Uma delas, que conhecemos bem e o PS mais gosta, é a gastar o que não se tem. Outra é a pagar pelo desvario dos outros.


tiro de Sérgio Azevedo
tiro único | comentar | ver comentários (2) | gosto pois!


Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds