Quinta-feira, 23 de Maio de 2013
por Diogo Agostinho

 

Primeiro sabemos que o digníssimo senhor liderou a revolta no Conselho de Estado. Agora vem falar de “questões mortais”, sobre eleições antecipadas.

 

Aí está o nosso D. Quixote em acção. O ponderado e sério. Sempre digno e respeitoso. É ele Jorge Fernando Branco de Sampaio!

 

Mas mais extraordinário que esta vedeta vir falar, é puxar pela cabeça e lembrar-me dos seus grandes feitos como político. Destaco três obras do que de mais relevante fez e que indubitavelmente marcou a sociedade portuguesa.

Ora vejamos: Venceu em Lisboa, contra o mergulho do ano, apesar de ninguém se lembrar do que fez como Presidente de Câmara em Lisboa... 

E como Presidente de “todos os Portugueses” sabemos que... andou num lufa lufa com o pântano de Guterres e demitiu um Governo com uma maioria absoluta no Parlamento, por questões de regular funcionamento das instituições.

Acções? Obra? Doutrina? Não. Vazio completo e voz de ressonância bem embalada na capa dos “sérios do regime”.

 

Sabíamos que havia mais vida para além do défice, sabíamos que gostava muito dos compinchas do Partido sempre pronto a acudir, entre o pântano e o na altura menino de oiro, mas agora sabemos que é mesmo fetiche isto de eleições antecipadas para tão nobre figura. 


tiro de Diogo Agostinho
tiro único | comentar | gosto pois!

4 comentários:
De murphy a 23 de Maio de 2013 às 21:33
Definitivamentem as figuras da esquerda são inimputáveis em Portugal… este era o Sr. que em 2003 dizia “há mais vida para além…”, em vez de promover um consenso sobre as medidas que o País NECESSITAVA, actuou no sentido de derrubar o governo (assim emergiu Sócrates e, mais tarde, a bancarrota… ).

Que povo de memória curta, tão facilmente manipulado pelo jornalismo militante…
http://jornalismoassim.blogspot.pt/2013/05/fc-porto-e-benfica-nas-ultimas-2.html


De Arménio a 24 de Maio de 2013 às 01:55
O Diogo certamente não se recorda dos idos anos 60, vá investigar e depois fale com o devido respeito do sr. Jorge Sampaio


De Tiro ao Alvo a 24 de Maio de 2013 às 08:30
O nosso ex saiu ao pai ou à mãe?
Digo isto porque li umas coisas sobre a personalidade do pai que não abonam nada.


De fado alexandrino a 24 de Maio de 2013 às 13:48
Sampaio como presidente da CML embargou as Torres do Colombo porque as achava feias.
Depois em Tribunal o proprietário ganhou naturalmente a causa e a CML teve que pagar uma gorda indemnização.


comentar tiro

Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds