Quinta-feira, 27 de Outubro de 2011
por Rui C Pinto

No final deste mês, a população mundial ultrapassará a barreira dos 7 biliões de humanos. É um marco notável para a espécie, porém, assustador. Em 1930 a população mundial contava com 2 biliões de humanos. 80 anos depois mais do que triplicámos a população da espécie. Este crescimento acelerado provoca um evidente e insustentável stress no ecossistema. Estima-se que a população atinga 9 biliões de humanos em 2045. No meu entender a estimativa é demasiado conservadora. Ela baseia-se, desde logo, na contracção do crescimento populacional na China promovida pelo stress de recursos. Ora, parece-me evidente que a competição por recursos não se limita às fronteiras de um país, e a China tem feito uma aposta política e económica muito evidente em África, nomeadamente na África subsariana que tem muita terra fértil com potencial de exploração. Depois, a estimativa negligencia o potencial crescimento da população africana. Apesar de considerar as previsões demasiado optimistas, elas não deixam de perspectivar metas importantes. 9 biliões de humanos é um número temível. 

 

 

A competição por recursos tende, evidentemente, a aumentar. E não estou a falar dos recursos por que actualmente o mundo se move, minerais e hidrocarbonetos. Estou a falar dos recursos mais básicos: água e alimentos. Parece evidente que a pressão de tanta boca para alimentar vai levar ao brutal aumento de preços, e não tenho dúvidas que mais tarde ou mais cedo começaremos a gerir com poupança água e alimentos. Acima de tudo, o que me parece fundamental é que a pressão do aumento do número de habitantes no planeta constitui, também, desafios políticos. Um planeta aproximando-se dos 10 biliões de humanos terá de repensar o equílibrio na distribuição de recursos, desde logo de água potável, sob pena de comprometermos a segurança de todos... 


tiro de Rui C Pinto
tiro único | comentar | gosto pois!

10 comentários:
De P a 27 de Outubro de 2011 às 19:30
Há muitos anos li algures que foi feita a seguinte experiência - Num espaço determinado colocaram-se ratos até se atingir a super população. Quando esta foi atingida observou-se que, ratos jovens formavam grupos que se dedicavam a matar fêmeas. Não sei da verdade disto nem se a população humana se comportaria do mesmo modo.


De Ricardo Vicente a 28 de Outubro de 2011 às 07:47
E não é na China que há "desincentivos" às crianças do sexo feminino?


comentar tiro

Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds