Sexta-feira, 28 de Outubro de 2011
por Rui C Pinto

Segundo a Marktest, o PSD tem o dobro das intenções de voto do PS. O desconforto no PS é grande em relação a António José Seguro e estas sondagens não ajudam... Mas o dado mais relevante desta sondagem é o seguinte: o país é o mesmo desde Junho e continua sólido o apoio à maioria governativa, bem como à maioria de 85% que sustenta o acordo com as instituições internacionais

 

Perante estes números como se justifica a hesitação da actual liderança do Partido Socialista? Perante um país que continua unido (apesar do discurso realista e duro do actual governo no que toca aos sacrifícios que a conjuntura nos exige) como pode António José Seguro hesitar entre acudir ao descontentamento interno dos eternos socráticos que rasgam as vestes a cada anúncio de austeridade (ler, sei lá - vou só mandar ao ar um nome ao calhas - o João Galamba) ou honrar o compromisso que assinou com o país e com as instituições internacionais? 


tiro de Rui C Pinto
tiro único | comentar | gosto pois!

1 comentário:
De maria inês a 28 de Outubro de 2011 às 14:27
Coitado do Tozé. Com todo o desconforto e hipocrisia à sua volta o que é que ele pode fazer? Parece uma boa pessoa. É bem-educado, o que é bom, não estávamos nada habituados a isso.
É isso mesmo, rasgam as vestes e o exemplo dado, é adequadíssimo, mas há lá mais. As palpitações não lhes chegam para os lembrar que o buraco das contas públicas e o famigerado memorando têm a sua assinatura?
Ontem tive o desprazer de ver o supradito (no post) deputado e, outros, numa atitude de má educação e insolência pelo facto de o Sr. Ministro das Finanças se ter ausentado do hemiciclo. Não me revejo, enquanto cidadã eleitora, nestes modos ríspidos e grosseiros de alguns senhores deputados da AR. Fica-lhes muito mal.


comentar tiro

Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds