Quarta-feira, 16 de Novembro de 2011
por João Gomes de Almeida

 

O governo avançou com o fim do feriado da Implantação da República, data pouco importante para a história de Portugal (devia ser comemorado era o 5 de Outubro de 1143). Este governo, com vários monárquicos no seu seio e na maioria parlamentar que o suporta, deu um passo bastante importante para que a constituição seja mudada e a forma republicana de regime possa ser referendada pelos portugueses. Não nos esqueçamos que a república nos foi imposta pela lei das armas e pelo homicídio do rei e do príncipe herdeiro.


tiro de João Gomes de Almeida
tiro único | comentar | gosto pois!

2 comentários:
De Laura Ramos a 17 de Novembro de 2011 às 03:10
Nem mais: um feriado esvaziado de sentido. Comemorado sem alma, à excepção de uma reduzida brigada do reumático, com todo o respeito que as vítimas da artrite me inspiram... E condescendido por quase todos nós, totalmente alheados do seu significado e ignorantes da sua verdade histórica. Este aqui, eu, espoliada, declaro: - passo. Alegremente, mate-se. Passamos melhor sem ele ;)


De Ricardo Ferreira a 18 de Novembro de 2011 às 18:35
Exato. Mantenha-se o dia da raça criado pelo regime salazarento. Alias, não percebo porque razão os feriados a retirar têm de ser 2 religiosos e 2 civis e tal ainda terá de ser negociado com o Vaticano. Mas quem é o Vaticano para decidir sobre a nossa vida doméstica?


comentar tiro

Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds