Segunda-feira, 21 de Novembro de 2011
por Rodrigo Saraiva

Tozé Seguro, nem mesmo depois de impor a sua vontade no sentido de voto no Orçamento de Estado, consegue encontrar um rumo sério e responsável. Ora vira para um lado ora escapa para outro. E por vezes não consegue deixar de guinar tanto à esquerda que talvez seja conveniente que alguém lhe recorde os resultados, históricos e recentes, do PCP e BE.

 

Desta feita, talvez imbuído no espírito e ambiente da corrente sindical socialista da CGTP, resolveu colocar em causa legitimidades democráticas e eleitorais.

 

Eu não faço ideia se existem planos para rever tabelas salariais, mas os portugueses foram claros bem recentemente quem escolheram para governar, para decidir, reformar e voltar a colocar Portugal numa situação de normalidade social e económica.

 

Pensava que nas hostes socialistas apenas os ex-governantes, aqueles que não conseguem fazer um período de nojo nem assumem qualquer erro ou incapacidade, tinham dificuldades em reconhecer a vontade recente dos portugueses. Mas afinal a azia é contagiante.


tiro de Rodrigo Saraiva
tiro único | comentar | gosto pois!

Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds