Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Forte Apache

Steve Jobs e os Adolescentes

Ricardo Vicente, 27.11.11

A ideia mais importante que alguma vez Steve Jobs teve (ainda que nada original), isto é, a ideia que mais contribuiu para os seus lucros extraordinários foi esta: há dois grupos de gente ("market targets" ou assim) que estão dispostos a gastar rios de dinheiro com a mais pura leveza de espírito. O primeiro é o dos adolescentes da média e da média-alta: dão importância às marcas e não olham a preços porque o dinheiro que têm não é ganho por eles: basta-lhes pedir. O segundo grupo é o dos jovens adultos que gostam de ser diferentes (teenagers envelhecidos?, adolescentes mais velhos?).

 

Tanto uns como os outros não são capazes de comparar duas máquinas em termos de RAM, nem número de instruções por segundo, nem querem saber dessas complicações para nada. O que lhes interessa é ter uma coisa que lhes proporcione prestígio e um estilo "diferente", combinando com a imagem que pretendem dar de si. Para quem não se interessa por placas gráficas nem gigabytes, a única maneira de se aferir do prestígio de um objecto que não se compreende é o preço. É a velha história do quanto mais caro melhor.

Quanto mais caro melhor: foi isto que Steve Jobs percebeu. E não é que a Apple é hoje a fabricante de computadores americana com as maiores taxas de lucro?

 

 

P.S.: Este post não é uma crítica aos adolescentes, novos ou menos novos, e também não é uma crítica a Steve Jobs.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.