Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Forte Apache

Urgente uma intervenção europeia

Francisco Castelo Branco, 25.11.11

Tive hoje acesso a um quadro que mostrava a comparação entre o preço dos combustiveis nos vários países da União Europeia, mas também do resto do Mundo. Portugal, como não poderia deixar de ser, figurava entre os mais caros. Em Espanha, onde uma das petrolíferas que está presente em Portugal tem a sua sede, os preços de gasolina e gasóleo são quase 1,5 mais baixos. A primeira questão é saber qual a razão para que no nosso país o combustível esteja tão caro. Serão os impostos, o mercado, a concorrência entre as três maiores companhias, a possibilidade de se conseguir ludribiar a fiscalização... este é um assunto enigmático.

Posto isto, é necessária uma regulação europeia sobre a questão e não deixar aos agentes nacionais a possibilidade de abrir o mercado: assim as companhias seriam livres de impor os preços que entendessem. Se a UE quer retirar soberania orçamental a alguns países, então também tem de actuar neste domínio. Parece que a Europa só se preocupa com questões relacionadas com orçamento e austeridade. Quando se trata dos consumidores esquece o seu papel de regulador.

Esta não é uma questão menor. É muito importante que no Espaço UE haja uma convergência de preços, sendo que nos países onde existe maior pobreza se deveriam praticar preços mais baratos, mas infelizmente é o contrário que acontece. Neste domínio a livre concorrência está a prejudicar os consumidores, sobretudo os portugueses.

Quem fica a ganhar com isto é Espanha pois são milhares os portugueses que atravessam a fronteira para comprar caramelos e atestar o depósito.

2 comentários

Comentar post