Terça-feira, 13 de Dezembro de 2011
por Ricardo Vicente

Estou de acordo com Luís Naves quando afirma que esta cimeira foi uma grande vitória de Angela Merkel mas não sei se convergimos no que são os aspectos dessa vitória. Para mim, Merkel é a grande vencedora porque refutou os eurobonds (o que é mau); obteve compromissos da parte da Polónia que é um dos "bons mal comportados" da Europa (incerteza); negou a possibilidade de ter um banco central mais interveniente (negativo) e menos independente (positivo); e, acima de tudo, a chancelerina teutónica conseguiu mais uma vez não tomar nenhuma decisão daquelas que, embora possam resolver a crise, podem também destruir as suas esperanças de re-eleição (não tomar boas decisões é... péssimo, pois).


tiro de Ricardo Vicente
tiro único | gosto pois!

De Francisco Castelo Branco a 13 de Dezembro de 2011 às 14:28
e ainda ele a critica o Reino Unidos por querer defender os interesses nacionais


De Luís Naves a 13 de Dezembro de 2011 às 15:11
Os interesses nacionais ou os interesses de uma minoria? O Partido Conservador está dividido nesta matéria. Tem 307 deputados eleitos, dos quais 81 são declaradamente eurocépticos. Teve 36% dos votos. Na coligação do governo, temos um parceiro, Partido Liberal Democrata, com 57 deputados mas 23% do voto popular, partido esse que critica a posição de Cameron, a ponto de isso poder afectar a própria coligação e desencadear eleições antecipadas (se não for neste incidente, será no próximo). Os trabalhistas, 29% do voto popular) também acham que esta foi uma má opção. Temos 52% do eleitorado contra, mais metade do partido conservador. Defesa dos interesses nacionais?


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds