Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2011
por jfd

No seguimento deste meu post, o que se seguiu nos dias seguintes foi interessante.

Fernando Pinto fez o seguinte comunicado:

Extremamente sóbrio e correcto a meu ver.
Perto da greve soubemos que a mesma tinha sido desconvocada pelos senhores pilotos. Sem antes a TAP ter perdido cerca de 10 milhões de euros. Foi o preço da birra.
No comentário seguinte, o sempre altivo Miguel Sousa Tavares exigiu saber no que teria cedido o Governo para que aqueles tivessem recuado na contestação, pois na sua compreensão nenhum outro cenário se lhe proporcionaria.
Ora ontem, preto no branco, o jornal i, relata que o Governo de facto encostou o sindicato dos pilotos à parede. Não conseguiu evitar o pré-aviso, mas evitou a greve o que foi uma grande vitória. Fica esclarecido MST e também ficam os Portugueses de que claramente a este Governo interessam os desígnios nacionais e não os de corporativismos infantis e inconsequentes.
Agora o comunicado do sindicato terá várias leituras, mas tenho para mim que apenas salvaram a face. Esperemos que também o segundo período de greve seja desconvocado o quanto antes pois não há espaço nem lugar na sociedade do agora para este tipo de reivindicações sem sentido.
Afinal de contas, os senhores descontentes poderiam ter recentemente seguido os seus colegas mais sanguinários rumo ao Médio-Oriente. Parece que o dinheiro fala horrores por aqueles lados.


tiro de jfd
tiro único | comentar | gosto pois!

3 comentários:
De Joao a 15 de Dezembro de 2011 às 14:45
Por instantes li isto e fiquei a pensar que estava no blog errado... Isto não é o 5 dias, correcto?

Então alguém recebe uma oferta de emprego em que ganha mais, aceita, e é sanguinário?

Está bonito... Por muito que os sindicatos sofram do típico corporativismo nacional, e que a tutela e a empresa sofram do típico "cortem nos outros antes de cortar no meu", agora virámos para o insulto de quem escolhe de livre vontade aproveitar oportunidades de melhorar o salário?

"Não queres ficar onde estás e receber um segundo corte de salário? Oferecem-te melhores condições e vais aceitar? Ah! Sanguinário!"

Há mais alguém que queremos insultar por tomar decisões livres de ir trabalhar onde lhe apetece?

Ideia para o autor num próximo post nesta linha... Um regime totalitário em que o estado decide quem trabalha onde e por quanto, sendo que quem não aceita é preso e enviado para algo longe e frio.. estilo sibéria...


De jfd a 15 de Dezembro de 2011 às 15:08
Caro João

Obrigado pelo comentário.
Talvez eu não tenha sido explicito o suficiente. Mas posso reformular;
Já que o que os senhores querem é dinheiro e mais dinheiro, que sigam aqueles que também o queriam para onde aquele existe.
Não condenei nem condeno. A interpretação foi sua.
Sanguinários? - ora é uma inside joke para quem está dentro do processo que saberá ao que me refiro.


De Joao a 16 de Dezembro de 2011 às 18:48
Ah! Já percebi...

Sim, foi interpretação minha, visto não estar inside da joke. Percebo que não foi esse o significado, mas sem saber essa do joke nem achei muito mal a minha interpretação.

Se bem que continuo a não perceber a onda de achar estranho pessoas quererem mais dinheiro sem ter que ir para onde "ele existe".

Mas é sempre mais fácil achar que os outros deviam fazer cedências...


comentar tiro

Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds