Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Forte Apache

Diário de ideias soltas (5)

Luís Naves, 13.09.11

Transeuntes

 

O que fica da vida vai ficando
é encolher os ombros e ir andando.

O polícia suspira, não há nada para ver
circulem, circulem, vamos a mexer
e a multidão passa, deita a vista
olha com a curiosidade do turista.

 

O passeio compacto, é preciso paciência
e não esquecer os deveres da obediência
Barulho frenético, a enorme agitação
todos calados, em vaga onda de emoção
e o agente continua a ladainha
vamos a andar, que a rua está cheiinha.

 

Circulem, vamos, que a cidade não pára
nem para ver um atropelado sem cara

Acidente de tráfego à hora de ponta
mas continuar na vida é o que conta

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.