Quinta-feira, 15 de Setembro de 2011
por Rodrigo Saraiva

Nem uma semana passou após o congresso da suposta unidade. Depois de um terço de deputados ter demonstrado a sua recusa à liderança de Carlos Zorrinho, eis que Assis fica amolado e faz uns avisos à navegação.


tiro de Rodrigo Saraiva
tiro único | comentar | gosto pois!

5 comentários:
De Pedro Correia a 15 de Setembro de 2011 às 23:24
Assis tem razão. Se este é "o novo PS, próximo das pessoas", subentende-se que "o velho PS" estava "longe das pessoas". Lógica elementar. E Assis é licenciado em Filosofia: de lógica percebe ele.


De Rodrigo Saraiva a 15 de Setembro de 2011 às 23:52
elementar meu caro Pedro :)


De Helena Sacadura Cabral a 16 de Setembro de 2011 às 21:12
Caro Pedro
Tenho bastante pena que não tenha sido Assis o escolhido. A oposição que se quer forte seria outra coisa.


De Pedro Correia a 17 de Setembro de 2011 às 00:37
Tenho a melhor das impressões de Assis, caríssima Helena. Mas a verdade é que nos últimos sete ou oito meses ele colou-se em excesso à nau socrática, já então em vias de naufragar. E agora no PS isso parece ser um anátema. Nada há tão volátil como a política...


De Rui C Pinto a 16 de Setembro de 2011 às 09:38
Estamos a assistir à PSDização do PS. Após uma maioria absoluta e um primeiro-ministro como Sócrates, acabou o consenso e a unidade.


comentar tiro

Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds