Quarta-feira, 8 de Fevereiro de 2012
por Rodrigo Saraiva

(...) Antes de ficarem muito zangados com o custe o que custar de Pedro Passos Coelho, vale a pena recordar que o défice das contas do Estado é escandaloso e que é preciso cortar a sério e de forma estrutural a despesa pública. Custa muito, mas tem de ser. E não vale a pena andarem por aí a chorar pelo Serviço Nacional de Saúde e pela educação pública. O Estado vai ter de reduzir o défice à bruta, não gastar mais do que arrecada em impostos, isto é, tem de passar a ser uma pessoa de bem. (...)

 

António Ribeiro Ferreira, em editorial de hoje do i.

tags:

tiro de Rodrigo Saraiva
tiro único | comentar | gosto pois!

3 comentários:
De Francisca Prieto a 8 de Fevereiro de 2012 às 11:34
Estou em crer que o tempo que já se perdeu a discutir a questão dos feriados já ultrapassou em larga escala as 120 horas de trabalho que os ditos representam (mesmo que todos trabalhássemos de noite).


De k. a 8 de Fevereiro de 2012 às 11:42
AHAHAHAAHA!

Estou já a imaginar Churchill a dizer em vez de "sangue, suor e lagrimas", dizer "não sejam maricas, são só umas bombitas"

ai ai

A necessidade de medidas complicadas é certa e conhecida pelos Portugueses (basta ler o PEC4 - acho que o PSD não tinha entendido que era preciso fazer coisas complicadas).

O que não é necessário é que os responsáveis politicos e economicos deste pais, que têm de implementar as tais medidas complicadas, se isolem das consequencias destas medidas (vide BP, Soares dos Santos), e ainda por cima façam comentários que indicam que ou estão a gozar, ou não querem saber do sofrimento das populações a quem devem responsabilidade.

Sim, porra - estou zangado.
E não é por pagar mais impostos, é porque o nosso governo aparenta estar populado de imbecis.


De sad post made me sad. a 9 de Fevereiro de 2012 às 17:46
epah ó Rodrigo citar o ARF é foleiro. o tipo escreve editoriais que fariam qualquer taxista parecer o martin luther king no dia do "i have a dream". não me recordo, entre a direita portuguesa, de discurso tão taberneiro, sarrafeiro e coerentemente idiota. ele é o partir espinhas, é os vícios democráticos, enfim, o pessoal que fala mal do sensacionalismo do CM ignora o vírus que anda a constipar o i - e esse vírus, naturalmente, é este ARF. pior só um texto aqui há uns tempos do joão césar das neves sobre presépios e burros ou lá o que era, mas enfim, esse nem critico. fiquei só com inveja de ver que o césar das neves anda a fumá-las puras e de grande qualidade.


comentar tiro

Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds