Quarta-feira, 14 de Março de 2012
por José Meireles Graça

Um monge enlouquecido pela luxúria enviou, pelo computador do convento, um e-mail pecaminoso aos restantes monges. Mas o pobre homem enganou-se e as imagens libidinosas foram também parar às freiras, que nunca tinham visto mulheres meio-despidas e em poses provocantes.

O incidente provocou delíquios, arrepelar de cabelos e um desparrame de actos de contrição.

Inteirados dos factos, o superior e a abadessa queriam que o pobre homem renunciasse aos seus votos, o que ele, trespassado de dor e arrependimento, não quis fazer.

Foi agora severamente punido. Com outras coisas (ineficiência, inépcia, corrupção, tráfico de influências, tudo o que caiba nos costumes) pode haver clemência; com esta não.


tiro de José Meireles Graça
tiro único | comentar | gosto pois!

1 comentário:
De xico a 15 de Março de 2012 às 18:33
De seguida vão ser despedidos os mecânicos das oficinas camarárias devido aos calendários libidinosos. Porque raio ninguém diz nada contra aqueles mails absolutamente idiotas e estupidificantes no Natal, com renas musicais e gnomos assexuados?


comentar tiro

Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds