Terça-feira, 3 de Abril de 2012
por Francisca Prieto

 

Mrs Moneypenney, imperdível colunista do lençol salmão Life & Arts do Financial Times, discorria esta semana sobre a intrincada problemática de saber “how many is too many”, aplicando a questão a temas tão prosaicos como peças de roupa, litros de combustível num avião ou dias de viagem num país distante.

 

Aqui do meu lado, deu-me para cogitar ao lado. Fui invadida pelo espírito da Duquesa de Windsor que proferiu as sábias palavras “a women can never be too thin or too rich”, um comentário incisivo, que não deixa margem para dúvidas, e que não se perde por considerações filosóficas.

No fundo, uma simples frase com carácter de aforismo que, depois de proferida, sabemos que só não saiu da boca de La Palisse porque o senhor, lá está, era homem.

 

Fiquei depois para aqui a pensar que, para além de uma mulher nunca poder ser demasiadamente rica e magra, também não pode atingir o estatuto para lá de gira, que isso é coisa que não existe. Há magras feias que nem a noite dos trovões, toda a gente sabe, agora giras a rebentar a escala é coisa de que nunca se ouviu falar.

Outra coisa que não rompe a barreira é o sentido de humor. Nunca ouvi ninguém dizer que não voltava a sair com fulana porque tinha sentido de humor a mais, que aquilo era uma galhofa que não se aguentava, que era só o que faltava voltar a rebolar a rir daquela maneira.

Vá que se possa achar uma seca beber três copos de vinho com uma tipa com uma carola de Einestein que só quer dissertar sobre as especificidades dos produtos derivados ou a problemática do médio oriente. Admito que não seja para todos.

Mas, meus amigos, uma coisa é certa: antes rica, podre de boa e cheia de sentido de humor do que pobre, um coirão e chata comó raio. Era o que diria La Palisse. Se fosse mulher, claro.

tags:

tiro de Francisca Prieto
tiro único | comentar | gosto pois!

3 comentários:
De David a 3 de Abril de 2012 às 02:11
Ou, mais propriamente, La Palice...


De Francisca Prieto a 3 de Abril de 2012 às 08:51
Pardon, Monsieur...

"Jacques de la Palice (or la Palisse) (1470 – 24 February 1525) was a French nobleman and military officer. His full name and titles are Jacques II de Chabannes, Lord of La Palice, of Pacy, of Chauverothe, of Bort-le-Comte and of Héron. In 1511, he received the title of Grand Master of France."


De k. a 3 de Abril de 2012 às 11:42
Os francius têm todos um bocadinho de mulher >:]


Tenho um amigo meu que tem uma teoria:

Uma mulher tem três atributos principais:
- Beleza
- Dinheiro
- Inteligencia

O segredo do sucesso, é que um homem tem necessáriamente ser superior em um dos itens:

- Se ela tiver mais beleza e mais dinheiro, é a Paris Hilton, tem de ser burrinha para a enganarmos bem

- Se ela tiver mais dinheiro e mais inteligencia, seremos nós para ela, Deuce Biggalow, gigollo profissional

- Se ela tiver mais beleza e mais inteligencia, poderá não gostar de nós, mas gostará do nosso VISA.


comentar tiro

Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds