Sexta-feira, 6 de Abril de 2012
por Luís Naves

O meu dono afirmou em público que me faz muitas perguntas sobre economia e que eu nunca lhe respondo. Isso não é bem assim. O facto é que as perguntas são geralmente muito más. Tenho culpa?
Gaspar, Porto.

 

É injusto e não tens culpa nenhuma. Conheço o teu pensamento económico e aproveito para expor aqui, aos leitores deste blogue imperialista e reaccionário, o Forte Apache, as tuas ideias sobre colectivização, com as quais concordo inteiramente e que deviam ser aplicadas a todos os gatos. Toda a propriedade deve ser pública, estatizada e pertencer a um partido único que represente a vanguarda da classe operária e que de preferência seja o nosso. Deves exigir que os teus direitos sejam reconhecidos. Portanto, nacionalização imediata da casa onde vives. Os gatos pertencem a uma classe oprimida e, portanto, lideram a revolução proletária. Exigimos cem festinhas por dia, mais alimento e espaço total de liberdade, veterinário grátis e extensão do SNS à nossa espécie. Os donos plutocratas, como o teu, devem ser enviados para a Sibéria. Mas o que me indigna mais na tua carta, camarada Gaspar Honório, é a qualidade das perguntas que o teu dono te faz: “Ó Gaspar, achas que vote a favor do artigo 345 da nova lei do orçamento rectificativo?”; “O que pensas da competitividade estrutural, Gaspar, e dos alegados sinais encorajadores do financiamento do tesouro? Que fazer, como dizia o camarada Vladimir Ilych?”. Que diabo! Se queria respostas inteligentes, o teu dono devia fazer perguntas de maior qualidade, por exemplo: “Quando nacionalizarmos a banca, deixamos de fora a Caixa Geral de Depósitos?”; “Quando tivermos na nossa posse todos os meios de produção mantemos os subsídios do 13º e 14º mês? Afinal, seremos nós a pagar, não parece ser boa ideia, não concordas?”. O teu dono devia fazer perguntas pertinentes, tais como: “Achas que quando Portugal for comunista fica mais parecido com Cuba, com a Coreia do Norte ou com a China?”. Aí sim, Gaspar, o teu dono teria respostas inteligentes. Fica bem, a luta continua e saudações revolucionárias também para ti, camarada.

 

Doutor Benji

tags:

tiro de Luís Naves
tiro único | gosto pois!

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds