Domingo, 13 de Maio de 2012
por jfd

Pois é, caros do Jugular. De facto, o Tiro pela Culatra.

Que bonito é brincar às frases e palavras e tirar as coisas de contexto.

Que bonito é não ver the big picture mas sim fazer análises de ocasião que servem de gasolina para uma fogueira que lentamente consumia o nosso país e que este Governo nada mais tem feito que, com cabeça estruturada e sustentada, atirado água.

Que bonito que é ver Seguro no seu novo discurso alimentado desde as pilhas novas compradas em Paris. Esqueceu rapidamente o antigo.

Que prestígio para aquilo que sempre foi, ao lutar com aquilo que agora é e terá de ser a bem de todos nós.

Pedro Passos Coelho falou. Para um novo Portugal. Para aquilo que temos de ser. Deixar de ser coitadinhos. E avançar para a frente.

Como pais, filhos, avós, netos, sobrinhos, temos um dever para com os nossos familiares e com o nosso futuro. Não baixar os braços e ao invés de ir pedir pelo fim do capitalismo, encarar os novos tempos como o mais corajoso dos forcados. Esta é a hora de acção e de mudança e não de repetição de fórmulas e discursos passados.

 

 

(...) Defendi que tudo deveríamos fazer para transformar as crises numa nova oportunidade (...)


tiro de jfd
tiro único | comentar | gosto pois!

3 comentários:
De jfd a 13 de Maio de 2012 às 11:07
Recordado pelo @um_diletante no twitter


De Judite França a 13 de Maio de 2012 às 11:22
É difícil que, no desemprego, ao fim de meses sem uma resposta a um cv, ver a "oportunidade". O pensamento positivo é muito bonito, mas é preciso pensar em quem já não vê qualquer esperança quanto mais uma réstia de optimismo.


De jfd a 13 de Maio de 2012 às 14:45
Claro que sim.
Mas poderemos tanto extremar o pensamento positivo como o seu oposto.
O Estado está a fazer por auxiliar quem precisa. O Estado, não sendo a solução, tem o dever de prestar esse auxílio. Não cegamente mas sim, e como agora está a acontecer, com olhos abertos. O seu a quem precisa.
Tenho eu a felicidade de ver várias vezes por mês pessoas a ganharem a oportunidade de trabalhar. Em empregos precários como diria qualquer k7 gasta e suja. Mas vejo nos seus olhos o orgulho no que fazem e o prazer da sua utilidade. Uns ficam outros vão. É assim que esta geração encara a vida. Se de outra forma fosse ...


comentar tiro

Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds