Segunda-feira, 9 de Julho de 2012
por José Meireles Graça

Tropecei por acaso num programa na RTP, que creio se chama "Mais Europa" e é, já se vê, sobre europeíces. Quem o conduz, com o seu estilo peculiar, é Teresa de Sousa: interrompe quem está a falar, completando raciocínios, circunflexa as sobrancelhas no esforço de debitar a sua interpretação dela da milionésima reunião de um Eurogrupo qualquer, se é que não era do Conselho, ou de mais uma Cimeira - tudo muitíssimo importantíssimo.

 

Os entrevistados eram o ubíquo Viriato Soromenho Marques e outro senhor, o "Carlos", que praticamente não tive o prazer de ouvir - cheguei tarde. Tarde mas ainda a tempo para ouvir Viriato declarar en passant que "a solução seria uma Europa Federal". Uma hora mais tarde, no Telejornal, foi a vez de Vítor Ramalho, da FNAT e do PS, com a mesma solução. É o que se chama um princípio de noite bem passado.

 

Por muito que as pessoas que, como eu, aspiram a acabar com a gestão socialista do País, que dura há décadas e nos trouxe a 1891, ou talvez aos anos vinte do século passado, imaginem que os países do Norte vão dirigir a Europa Federal, impondo o seu rigor na gestão da coisa pública; e por muito que os Viriatos de declinações várias sonhem que os países do Sul imporão o seu desregramento, que reputam virtuoso e passível de correcção pelo princípio dos vasos comunicantes: não me ocorre nenhum problema que a Europa Federal resolvesse no meio da geral barafunda. E ocorre-me um que criaria: tarde ou cedo, mais cedo do que tarde, o abuso, a dominação, a arrogância de uns mostrariam as suas hediondas cabeças; e o ressentimento, a desconfiança e o ódio de outros as suas, simétricas.

 

Os sinais já aí estão. Mas os Viriatos (infeliz nome, nas circunstâncias) julgam que os calotes de uns mais os créditos de outros fazem um caldo de cultura ideal para a engenharia de pátrias em que se estimam doutorados. É no que dá ou ler pouco, ou maus livros, ou tresler - ei, estou a falar deles.


tiro de José Meireles Graça
tiro único | gosto pois!

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds