Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Forte Apache

Do IVA da restauração.

jfd, 13.07.12

A Associação da Hotelaria e Restauração de Portugal (AHRESP) elogiou a decisão do Governo espanhol de subir o IVA de 8 para 10 por cento, ao contrário de Portugal, que “insiste num insuportável IVA de 23 por cento.

Para esta Associação corporativista e negativista de nada servem os dados e respostas apresentadas em sede própria pelo secretário de Estado dos Assuntos Fiscais. E com um argumento que é extraordinário; o aumento dessa mesma receita não deveria ser na ordem dos +100% mas sim o dobro - o Governo engana!

Valha-nos o bom senso dos fascistas espanhóis. A realidade é que a receita é necessária, e não vinda dali, algum outro sector será o sacrificado pelos malvados governantes que querem certamente asfixiar e matar a economia espanhola.

 

O fecho no comercio é inevitável. Infelizmente o desemprego que o acompanha também o é. Há que pensar na realidade de quem tem estabelecimentos abertos cumpridores de todas as regras; desde licenças ao programa de facturação certificado e, em contraste, quem tem o seu café, restaurante ou similar, há anos, no mesmo local, não investindo e sem sequer ter de levar em conta a renda como grande parte dos custos fixos. E nem vou mencionar facturas e recibos. Impostos e inspecções.

É duro retratar; mas se há dois, três ou quatro na mesma rua, tal não poderá acontecer. Assim como aqui, acontecerá nas farmácias, aconteceu nos balcões dos bancos e etc..

 

A economia tem de se reinventar e não de se perpetuar numa fotografia que nada augura para o futuro.

1 comentário

Comentar post