Quarta-feira, 1 de Agosto de 2012
por jfd

D'os Corporativos chega a caça às Bruxas. Com boa resposta! E até o Expresso vem ajudar.

Outras caças há, que por falta de assunto, ficam-se assim por passeios em reservas naturais de telemóvel de 1.0 MEGA em punho.

tags:

tiro de jfd
tiro único | comentar | gosto pois!

16 comentários:
De makarana a 1 de Agosto de 2012 às 19:32
o camara corporativa é aquilo que o albergue espanhol foi no governo de sócrates: um achincalhador de governos.


De Rodrigo Saraiva a 1 de Agosto de 2012 às 19:54
makarana, não há comparação possível entre o corporações e blogs. Sabe porquê? Porque nos blogs, o Albergue que refere ou aqui o Forte, as pessoas têm cara e dão a cara, existem. E isso faz TODA a diferença.
Podia também explicar-lhe diferenças ao nível de tom e conteúdos, mas a primeira razão acima é a base.


De jfd a 1 de Agosto de 2012 às 20:12
Obrigado pelo comentário, mas lamento a comparação. Tal e qual como já dito não se podem equiparar pessoas que deram a cara pelo que acreditavam com pessoas equipadas para matar usando do escudo do anonimato.
Nada contra, mas nada semelhante!


De makarana a 1 de Agosto de 2012 às 20:16
É a única diferença.E sendo a única, significa que as diferenças ficam por ai.De resto, este blog e o corporacoes na oposição dizem uma coisa, e no governo praticam o seu contrário.Mas o que é que se pode fazer? um regime bipartidário tem destas coisas


De jfd a 1 de Agosto de 2012 às 20:37
Obrigado de novo pela resposta.
Não considera que está a minimizar a diferença?
Neste caso que refere, sou responsável pelo que escrevo e quem quiser sabe quem sou. Sou consequente, responsabilizado e, para todo o sempre, ligado ao que aqui escrevo.


De makarana a 1 de Agosto de 2012 às 21:09
JFD, veja se entende uma coisa: eu não nego nem nunca cheguei a refutar que houvesse essa diferença, nem é isso que ponho em cima da mesa.O que digo é que apesar dessa diferença importante, de resto há muitas semelhanças de forma entre voces.Partilham do mesmo troca-tintismo que é como quem diz, voces mudam de ideias em função da situação politica que se encontram.Exemplo disto é a protecção que voces deram ao governo nos casos da rdp e do publico, quando no governo de socrates sobre essas matérias já falavam em asfixia democrática e em ataque de liberdade de expressão.Basta ver como voces apoiarem o aumento de impostos que na altura de sócrates voces repudiavam.Basta ver como dantes se falava no amiguismo e nos boys do ps, e no entanto sobre a entrada de jose luis arnaut na ren nem um pio.Aposto que se fosse alguém do ps já por aqui tinha caido o carmo e a trindade.E só para não me alongar mais, ressalvando a vossa coragem em assumirem-se que eles nao teem, quanto ao resto há um grande paralelo que se pode establecer, incluindo no talento profissional dos bloggers na assesoria do governo
E antes que me venha dizer que eu digo isto por ser de esquerda, eu digo o seguinte: existem blogs de direita que admiro, alguns com os quais discordo veetemente como o insurgente e o estado sentido.Mas esses ao menos não mudam de ideias ao sabor das uas funções politicas.Acreditam em valores, valores que nem sempre eu concordo, mas pelo menos estão nesta actividade blogguista pelas convicções politicas que teem.A verdade das pessoas vale muito


De jfd a 1 de Agosto de 2012 às 21:12
Ora lá está. Eu não sou Abrantes. Sou jfd . E a net ; não me deixa mentir. Tenho cara, emprego e família. E o que sempre escrevi estará ligado a mim. Quer eu queira quer eu não queira.

Não troco tintas. Nem sou aqueles de que fala.
Simples para mim.


De makarana a 1 de Agosto de 2012 às 21:14
então o que é que o jfd pensa dum partido que é contra as gorduras e fala em corte da despesa, e depois aumentqa brutalmente os impostos.O jfd pode não ser ,mas há aqui muitos compnaheiros de blogs que assentam que nem uma luva no blog que tracei


De jfd a 1 de Agosto de 2012 às 21:20
É ainda mais simples.
E antes de mais, e de novo, obrigado pelas respostas.
Do lado direito escolhendo o meu nome, pode-se ler o que escrevi.
Resumindo e simplificando: fez-se o que se teve de fazer em um ano igual a nenhum outro ano da democracia. Agora em três anos todos nós veremos recompensados os nossos muito esforçados sacrifícios.
Os vícios de um Portugal em democracia, acentuados por um socialismo de algibeira, não se alteram num ano, quanto mais em quatro.
Há que ser sério, realista e consequente.


De makarana a 1 de Agosto de 2012 às 21:28
jfd,e porque é que não falaram nessas medidas nas eleições? Está a ver a que mentiras me refiro?
Já agora: porque é que o sector privado tem de pagar pelos desvarios do estado.Desde quando é que aumentar impostos brutalmete faz reduzir o défice quando já tinhamos uma alta carga fiscal? O estado é que viveu acima das possibilidades, não foram as familias portuguesa, nem foram estas que receberam subsidios do banco de portugal, e rendas energéticas


De jfd a 1 de Agosto de 2012 às 21:41
Sei que não me levará a sério: mas repara com a sua primeira questão é respondida na sua intervenção?
É lugar comum dizer que o Governo descobriu as contas depois de o ser. Literalmente isto aconteceu.
Em todos os Ministérios. E não sei se no da Saúde já conseguiram em um ano apanhar o passo às trapalhices e vigarices.
Mas pronto, quem sou eu para convencer alguém?
Apenas falo dos factos que tenho conhecimento.
Eleições são eleições.
Depois há a realidade.


De makarana a 1 de Agosto de 2012 às 21:52
e o psd julgava que a situação era outra?»Isso começa a ser um cliche de novelas jfd.Essa justificação está gastissima de tão usada no periodo pos-eleitoral.Se o psd nao sabia a situação real do pais, devia ter tido em conta que todas as possibilidade estavam de perto e dizer: portugueses nós vamos suprimir o uns subsidios e vamos aumentar em massa os impostos.Não o fez,prometeu que bastava cortar umas gorduritas para tudo dar certo.Depois foi o que se viu,
Mas mesmo que a situação fosse a que não se esprava jfd,não era a aumenar a fiscalidade que que se ia resolver o assunto.Quem acredita nas ideias, mantem essas ideias seja em que situação for.e não pode justificar-se com imprevistos.
Mas não me refiro só á econmia.Falo quanto á justiça e á corrupção também.Mudaram-se as moscas, para a mesma porcaria manter-se


De jfd a 1 de Agosto de 2012 às 22:03
Quem acredita nas ideias, mantem essas ideias seja em que situação for.e não pode justificar-se com imprevistos.
Leia o livro de Pedro Passos Coelho e terei todo o gosto de lhe oferecer o liquido de sua preferência para ajudar a engolir as suas palavras.
Até lá por favor, não falemos de gordas em jornais nem de cor.
Gastadissima está esta cantiga, com todo o respeito.

ps - E como eu gosto de ver a esquerda requerer padrões de desempenho, seriedade e consequência à direita que nunca requereu àquela !


De makarana a 1 de Agosto de 2012 às 22:23
sei muito bem aquilo que passos disse no passado.E sei também muito aquilo que faz no presente que não coincide com o passado, o que me dá razão.
E sim, jfd,o psd e o ps são tão semelhantes que mais valia terem-se juntado, consta que isso esteve para acontecer nos idos de 1980.
Mas oh jfd, explique me lá se consguir: porque é que até mesmo blogs de direita como o insurgente e o estado sentido exigiram o mesmo que essa tal esquerda? Será que são todos esquerdistas? ehehhe


De jfd a 1 de Agosto de 2012 às 23:24
Julgo haver aí uma grande confusão sobre posicionamentos acompanhada com uma ubber simplificação de direita e de esquerda que, de todo, não nos é contemporanea.
Mas isto sou só eu!


De makarana a 2 de Agosto de 2012 às 01:05
eu explico-lhe melhor: como eu lhe tenho dito, penso haver uma grande semelhança entre este blog e o cc, ao passado que aquilo que tenho dito, é que em termos globais este psd , pouco ou nada se difere do ps, tal como tem sempre sido.E quando falei dos blogs da direita, falei das criticas que o governo já é alvo da parte desses blogues.Com razão, convenhamos que o aumento de impostos alem de nem ter resultado, foi do desagrado do cds


comentar tiro

Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds