Sábado, 25 de Agosto de 2012
por José Meireles Graça

Há tempos, assinei não sei já que petição para a não execução de uma mulher que tinha cometido adultério num desses países que vivem nas trevas islâmicas, creio que o Irão.

 

Assinei e esqueci. Mas a organização que me havia contactado não me esqueceu e agora sou diariamente bombardeado com artigos sobre cãezinhos inocentes quase quase quase a ser eutanasiados, o degelo e o destino fatal dos ursos polares, sete razões pelas quais não devemos comer carne, e mais um sem-número de causas muitíssimo modernas, muitíssimo inócuas e, pela maior parte, muitíssimo parvas.

 

Acho bem: o Mundo não precisa de ser salvo, nem sequer dos salvadores, mas há gente que precisa de bandeiras para se sentir bem e é melhor que se ocupem do menu de um restaurante do Kansas do que de assuntos sérios.

 

Hoje tropecei num artigo sobre "Viano do Castelo", com a expectável retórica dos bons sentimentos. Quem quiser, assine. Pode ser que se as câmaras municipais que declaram os municípios livres de touradas, da energia nuclear, de fumadores e do Diabo, levarem a sua avante, os eleitores, que enchem as touradas mas não enchem as manifestações, se livrem das câmaras metediças.

 

É que Deus, às vezes, escreve direito por linhas tortas. 

tags:

tiro de José Meireles Graça
tiro único | comentar | gosto pois!

Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds