Quarta-feira, 29 de Agosto de 2012
por Alexandre Poço

...notícias positivas sobre o estado das contas públicas do país surgem apenas de fora do país. Talvez seja a observação não participante de jornais como o Financial Times que os leva a destacar os "progressos" do país ao nível do reajustamento orçamental. A nossa sorte é que os hábitos de leitura dos mercados não passam pelo Público, mas sim pelo FT. 


tiro de Alexandre Poço
tiro único | comentar | gosto pois!

2 comentários:
De l.rodrigues a 29 de Agosto de 2012 às 14:24
Para que é que interessa estar "melhor" que a Grécia num certo parâmetro financeiro, (que de qualquer modo continua insustentável, por muito rosa que o pintem) se vamos pelo mesmo caminho (como o artigo conclui) apesar de todos os sacrifícios e de todo o "bom comportamento"?


De Cobarde a 29 de Agosto de 2012 às 16:49
Não se esqueça das partes giras "the Portuguese government bond market is now largely a domestic affair", "To continue disbursing funds, the IMF requires countries to demonstrate credible financing plans for 12 months ahead. In other words, Lisbon will have to show it can tap international debt markets by September this year – a tricky task." e finalmente "“The question is whether it will just get some more aid from the eurozone, or whether there will be some sort of restructuring,” says Myles Bradshaw, a portfolio manager and senior European strategist at Pimco, one of the world’s biggest bond investors. “I wouldn’t rule out another PSI in Portugal. If Portugal cannot grow within the euro area it has to reduce its debts somehow.”
Moreover, Portugal remains extremely vulnerable to developments outside its borders".
Pronto, agora sim a coisa está completa, que isto de escrever só sobre a parte agradável tem coisas que se lhe digam...


comentar tiro

Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds