Segunda-feira, 3 de Setembro de 2012
por Judite França

1. O défice de 6,9% da UTAO não serve para discutir a derrapagem orçamental (são dados do primeiro semestre, que não levam em linha de conta, por exemplo, a poupança com subsídio de natal que funcionários públicos e pensionistas não vão receber). O valor estará próximo dos 6%; resta saber o que precisará o Governo de fazer para chegar aos «aliviados» 5,3%.

 

2. Ouvir a CGTP pedir à troika para revogar o código de Trabalho obriga-me a dizer duas coisas: ou Arménio Carlos está a ser irónico, ou não sabe que em Portugal a troika ainda não aprova ou revoga leis nacionais.

3. PS e PSD deveriam repetir as respetivas rentrées depois do dia 10 de setembro. Antes disso, os discursos do PM e líder de oposição têm necessariamente pouco interesse.


tiro de Judite França
tiro único | comentar | gosto pois!

4 comentários:
De esse antonio a 3 de Setembro de 2012 às 14:10
O mais certo é o tipo da CGTP não saber mesmo... nem dessa questão nem de nenhuma...


De Luís Naves a 3 de Setembro de 2012 às 18:11
Muito bom post. há outro factor a impedir que o primeiro semestre sirva para a indicar a tendência do segundo semestre: as taxas de juro pagas pela dívida pública foram muito diferentes, pois Portugal esteve a pagar no primeiro semestre empréstimos a um ano contraídos com a corda na garganta, na fase final do governo Sócrates, com taxas superiores a 7%. Na segunda metade do ano, um ano depois de empréstimos do resgate, as taxas baixaram para metade.


De Judite França a 3 de Setembro de 2012 às 21:46
Tal e qual, Luís. E já agora, os gastos com pessoal também está a cair mais do que o previsto.

PS: a próxima vez que vieres cá, avisa! Vamos beber café aqui no bar da chafarica.


De Judite França a 3 de Setembro de 2012 às 21:48
E obrigada!


comentar tiro

Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds