Terça-feira, 18 de Setembro de 2012
por Rodrigo Saraiva

Gestor da Alcatel substitui vogal da RTP que desiste por causa do salário

(...) Lopes Araújo, que está na RTP há 35 anos, era director dos serviços jurídicos e institucionais, e pediu um parecer jurídico ao gabinete que trabalha para a televisão pública para poder manter o ordenado da última função — de cerca de oito mil euros antes dos cortes que os salários da função pública sofreram —, que é mais elevado do que o de administrador. Esta intenção de pedir excepção salarial terá levantando alguma celeuma, uma vez que nem Luiana Nunes, que transita da administração demissionária de Guilherme Costa, nem o novo presidente, Alberto da Ponte — ex-presidente da Central de Cervejas e ex-vice-presidente da holding holandesa Heineken, que controla a cervejeira nacional — a pediram. Ficam assim com o ordenado limitado ao do primeiro-ministro. (...)

tags:

tiro de Rodrigo Saraiva
tiro único | comentar | gosto pois!

Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds