Sexta-feira, 21 de Setembro de 2012
por Francisco Castelo Branco

Uma das qualidades que mais admiro em Passos Coelho é a sua honestidade. Tanto a nível pessoal como político. Às vezes é dificil despir o fato de Primeiro-Ministro e não mostrar o homem por detrás do político. No entanto, este PM tem revelado enorme autenticidade. Isso tem a ver não só com as suas origens mas sobretudo com o facto de acreditar em valores e princípios. O facto de o Governo estar a ir para além da troika pode ser perigoso, visto que ainda vivemos num país onde os brandos costumes socialistas perduram. 

Ao contrário do que acontecia com Socrates, Passos Coelho não tem uma atitude arrogante. É bom que se bata pelo que é melhor para o país, mas é igualmente importante que oiça os vários sectores da sociedade. Esta frase proferida no debate quinzenal de hoje é a prova que Passos Coelho está aberto ao diálogo. Penso mesmo que esta questão da TSU será resolvida em concertação social e de modo a proteger aqueles que têm menos rendimentos. Apesar de algumas medidas excessivas, é verdade que o Governo tem adoptado uma postura de preocupação relativamente aos mais fracos. O problema é que muitas iniciativas passam ao lado e não são sequer notícia. Por exemplo, não me lembro da esquerda ter dito uma palavra que fosse sobre os impostos sobre os grandes rendimentos e bens de luxo.


tiro de Francisco Castelo Branco
tiro único | gosto pois!

De k. a 21 de Setembro de 2012 às 14:25
"No entanto, este PM tem revelado enorme autenticidade"


:O
Autentico? O nosso Primeiro Ministro? Bem, congratulo-o pelo seu sentido de humor!!!!


E o PM não tem humildade - tem consciencia que fez um disparate imenso; Excepto em jogos da selecção, não me lembro de ver tanta união em Portugal, como esta contra o Governo...


De jaimer a 23 de Setembro de 2012 às 10:09
Seria importante abrir a mente e recordar o que foi feito e o que foi dito pelo anterior governo. E fácil encontrar causas da nossa Grande divida não só provocadas pela crise internacional. Se estivesse- mos noutro Pais, haveria investigação a serio e todos saberia- mos aquilo que só os bem atentos viam preparar-se. Resumindo, para além do que foi, tambem foram colocadas minas na sociedade que tem que fazer o seu efeito. Quem levou mais do que tinha direito, tem meios para liquidar a divida Portuguesa, não dos Portugueses. Um dia a historia julgara. Seria para todos fazer justiça


Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds