Segunda-feira, 8 de Outubro de 2012
por José Meireles Graça

O doente tem uma doença gravíssima, mas sobre a natureza do mal as opiniões médicas dividem-se e o corpo não está a reagir bem aos tratamentos, na opinião de alguns por serem apenas sintomáticos: as chagas progridem, há agora escaras, nos membros inferiores um princípio de gangrena, na cabeça uma fractura exposta que se recusa a cicatrizar.

 

Diz o chefe da junta médica que a radiação produzirá ainda bastantes estragos, antes de a doença ser vencida e a recuperação se começar a notar.

 

Uma sumidade veio à cabeceira e, feitos os exames da praxe, declarou com voz cava: as escaras dão muito mau dormir, essas feridas estão a supurar, confirmo que o doente o está efectivamente, e com gravidade; ficam os meus ilustres colegas prevenidos, não se me venha dizer que não avisei.

 

Feita a declaração, retirou-se com dignidade, deixando os facultativos a entreolharem-se, cabisbaixos.

 

O Senhor Professor é um clínico muitíssimo distinto, nem era preciso mais esta concludente prova.


tiro de José Meireles Graça
tiro único | comentar | gosto pois!

1 comentário:
De Marão a 8 de Outubro de 2012 às 23:22
Cavaco: «É impossível impor mais austeridade»
Por: Redacção / MM / TVI 24 | 29- 2- 2012

Na tropa era o corneteiro que avisava mas não mandava no pré ou no rancho nem mesmo na corneta.
Qualquer coincidência da lenda descrita no post com a semelhança aqui deixada até parece pura realidade.


comentar tiro

Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds