Terça-feira, 23 de Outubro de 2012
por Francisco Castelo Branco


O problema do défice é por causa disto.


tiro de Francisco Castelo Branco
tiro único | comentar | gosto pois!

1 comentário:
De Psm a 23 de Outubro de 2012 às 14:51
10 REFORMAS POMBALINAS integradas expressas sinteticamente para resolver e reacender rapidamente Portugal da Crise e da Austeridade:
.
.
-APROVAÇÃO PELA AR e POSTERIOR INCLUSÂO NA CONSTITUIÇÃO:
.
1) RACIO máximo PIB/Carga Fiscal.
.
2) RACIO máximo PIB/Despesas do Estado (*)
.
(*) Reforma consequente de toda a estrutura de Governança, da Burocracia Publica e Orçamento Geral do Estado. A ultrapssagem destes racios só viabilizada por 2/3 ou 3/ 4 de votos da AR.
.
-BANCA EM PORTUGAL:
.
3) SEPARAÇÂO ABSOLUTA da Banca Comercial de quaisquer actividades especulativas, Sociedade de Investimentos Financeiros e Hedge Funds para protecção absoluta dos Depositantes que confiam nos Bancos.
.
4) Avaliação da utilidade de NACIONALIZAR o Banco de Portugal
.
5) CONTRIBUIÇÃO DE GARANTIA BANCÁRIA calculada todos os negócios de Empréstimo e Comissões da Banca para habilitar financeiramente o Fundo de Garantias Bancárias a devolver a qualquer momento os Depósitos dos Cidadãos, Empresas e Entidades Publicas que confiaram no Banco que faliu ou fechou.
.–
-IMPOSTOS E FISCALIDADE:
.
6) ABOLIÇÃO de todos os Impostos substituindo-os pelo INU – Imposto Nacional Único colectado sobre tudo o comprado e facturado dentro de Portugal (**)
.
7) AMNISTIA Fiscal para resolver o estado de falência do Tecido Económico Nacional e a insolvência dos Cidadãos, já praticado antes e depois do 25 de Abril.
.
(**) Pagamento dos Ordenados Brutos aos Empregados pelas Entidades Patronais.

.
-SEGURANÇA SOCIAL:
.
8) ABOLIÇÃO dos Descontos mensais de Empregadores e Empregados substituindo-os pelo ISU – Imposto Social Único colectado sobre tudo o comprado e facturado dentro de Portugal (***)
.
9) Instauração da PENSAO NACIONAL UNICA, igual a 3 vezes o SMN-Salario Mínimo Nacional, universal e igual para todos os Reformados Portugueses.
.
10) Criação do Fundo Nacional de REFORÇO DA PENSÃO NACIONAL UNICA, gerido pelo Estado, para quem queira depositar mensalmente um valor alterável a qualquer momento para assegurar um reforço publico do valor mensal da Pensão Nacional Única atingida a idade de reforma até ao falecimento (****)
.
(***) Pagamento dos Ordenado Brutos a todos os Empregados pelas Entidades Patronais.

(****) Na transição do velho para o novo Sistema, passariam para o Fundo de Reforço da Pensão Única, os valores já descontados por Empregados e Empregadores correspondentes à diferença entre o valor da Pensão Única e a Pensão em vigor no momento da Inscrição na Segurança Social
.
.
São impotentes os discursos partidários habituais para confundir a Árvore com a Floresta.

A ÁRVORE, a ‘mãe de todas as guerras’ de Portugal e dos Portugueses, chama-se DINHEIRO
.
A FLORESTA, acessória e consequente, chama-se Estado, Burocracia Publica, Bancos, Criação de Riqueza, Poder de Compra, Saúde, Pensões, Justiça, Educação etc.
.
Estas Reformas, e outras previstas, desencadeiam a maior Reforma de Portugal desde Marquês de Pombal e reacendem Portugal
.
Quem tiver olhinhos vê o alcance, a estratégia politica e a força da reforma que resolverá Portugal com uma visão que observa o País de fora do sistema imobilizado, imobilizador, paralisado e destruidor continuo do Tecido Económico e do Aparelho Produtivo em Portugal


comentar tiro

Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds