Quarta-feira, 24 de Outubro de 2012
por Dita Dura

Segunda-feira foi aqui lançado o dia do Nobel da Paz. Não pude participar a tempo, mas mesmo assim tinha de fazer parte deste evento. O meu vai evidentemente para Peter Ellis, inventor do viagra. Pela paz em muitas famílias onde antes havia acumulação de nervosismo e ansiedade, violência doméstica e sofrimento. Antigamente, o macho sustentador da casa chegava e desatava a distribuir tensão sob a forma de pancada. Muitas vezes a mulher tinha de chamar a polícia para serenar os ânimos. Outras vezes, normalmente durante o dia, o canalizador ou o eletricista.

 

Ellis e a sua equipa inventaram uma pequena pílula azul com características mágicas, capaz de dar alento a qualquer indivíduo de meia-idade. Serve até para tornar atraentes as mulheres mais feias e gordas, com bigode ou sem dentes. O único problema relativamente a este produto é ter de ser usado com moderação. Há algumas mortes que podem estar ligadas à overdose por cansaço, normalmente das mulheres. Depois de Barack Obama e a União Europeia, o comité do Nobel tem a obrigação de premiar este inglês que revolucionou a medicina ao fazer os mortos voltarem.


tiro de Dita Dura
tiro único | gosto pois!

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds