Sábado, 15 de Outubro de 2011
por Ricardo Vicente

Quanto menos um país tem, mais se faz com esforço e mérito. Atente-se no exemplo de Cabo Verde. Portugal é um caso estranho, porque embora uma boa parte dos seus recursos não sejam próprios (os fundos da Europa, o endividamento internacional, as remessas dos emigrantes, "o ouro do Brasil"), comportou-se sempre como se fosse rico. Não é e esta triste verdade só agora está a ser revelada - pela força e à bruta.

 

Mas ainda há muitos que não querem ver e nem à bruta aceitam a realidade. Chamam-se "socialistas".


tiro de Ricardo Vicente
tiro único | gosto pois!

De soliplass a 15 de Outubro de 2011 às 15:18
Pois chamam-se. É sinal dos tempos. Voltando-se-les o bic'óprego, voltarão a chamar-se patriotas, cristãos extremosos e pios, súbditos fiéis de sua magestade sereníssima, partidários da ordem e do trabalho, vanguarda do proletariado, ou coisas ainda por inventar.

É um consolo ler posts assim. E benditos sejam também os frutos das destilarias e das retortas dos alambiques que nos afastam das realidades da força (e da bruta) e nos levam pelas sendas da argutíssima subtileza.



Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds