Quinta-feira, 24 de Janeiro de 2013
por Pedro Correia

«A verdade é que o défice, sendo inferior a 5%, face às previsões que eu própria disse aqui, que estava à espera de um défice real de 6%, sabe-se agora que se ficará pelos 5%...»

Constança Cunha e Sá, TVI 24

 

«Eu, que escrevi várias vezes que seria quase impossível que Portugal regressasse aos mercados em 2013, reconheço sem qualquer problema que com estas regras Portugal está em condições de o fazer. Mais relevante, a estratégia negocial de Vítor Gaspar foi a correcta, sobretudo nos prazos em que jogou as suas cartas.»

Ricardo Costa, Expresso on line


tiro de Pedro Correia
tiro único | comentar | gosto pois!

10 comentários:
De os dois ganham sempre a 24 de Janeiro de 2013 às 02:31
Agora é necessária a passadeira vermelha mediática para os sábios que nos levaram ao 3º acordo com o FMI.Seguro não diz coisa com coisa e de propaganda(e só) sabem eles.Como os actuais contabilistas do governo têm a sensibilidade do Manelinho da Mafalda(B.D.)podemos contar com o regresso dos sábios e logo a seguir o 4º FMI.Pode arrancar a campanha de promoção.


De Desconhecido ALfacinha a 24 de Janeiro de 2013 às 09:09
Caríssimo,

Outro titulo seria: Entre o wishful thinking dos próprios e a realidade dos factos vai uma grande distancia...

Forte abraço,


De Carlos Faria a 24 de Janeiro de 2013 às 09:14
Na honestidade há que reconhecer as verdades... só que nem todos são honestos, nem desinteresseiros.


De fado alexandrino a 24 de Janeiro de 2013 às 09:22
Ricardo Costa é jornalista e pode portanto escrever sobre tudo mesmo que não saiba nada, mas Constança escreve sobre economia porquê?


De Ajom Moguro a 24 de Janeiro de 2013 às 10:33
Será que esta gente está agregada ao tal laboratório de ideiotas , á imagem e semelhança do ideiota criador?


De SAPO a 24 de Janeiro de 2013 às 10:45
Está a custar engolir! É maior que um elefante! Imagine-se que o governo conseguiu voltar aos mercados antes do previsto! E parece que também conseguiu atingir a meta dos 5% de deficit em 2012! Contra todas as previsões, contra todos os políticos de esquerda, contra todos os comentadores e economistas! E parece que o governo não pediu mais tempo para atingir as metas previstas em termos de equilíbrio das contas públicas, apenas pediu um reescalonamento da dívida a pagar em anos futuros, equilibrando as quantias a pagar em 2014 e seguintes, o que faz todo o sentido. Lembro-me que as dívidas contraídas com as PPP começam a doer no ano que vem. E essas dívidas foram contraídas principalmente por Sócrates. Mas disso não é bom falar. Teremos que pagar mais por isso? Talvez não, dependendo da capacidade de negociação do Gaspar. Uma boa notícia para o governo, uma péssima notícia para a propaganda da esquerda, PS incluído. O sapo continuará com as perninhas de fora por mais algum tempo.


De esmeralda antas a 24 de Janeiro de 2013 às 14:18
Na verdade, deve estar a custar bastante a engolir. Mas deve haver sapos para todos... choveu tanto! Engraçado foi ver os que ontem falaram sobre um Congresso do PS rapidamente! Tantos orfãos e viúvas de Sócrates! E Seguro ainda pergunta porquê a pressa!!!!! Continua no mundo da Lua!


De O SÁTIRO a 24 de Janeiro de 2013 às 15:26
Sim
o Expresso...e o Costinha são mestres em ERROS CRASSOS.
em fevereiro de 2011, escrevia na 1ª página:

O FMI JÁ NÃO VEM

interessava vender mentiras e embustes para segurar o vígaro no poder

ao fim e ao cabo
e mais um ERROZITO CRASSO do costinha

aliás
os nossos media são experts em embustes, mentiras, intoxicações
tudo em favor da esquerdalhada


De Floriano Mongo a 24 de Janeiro de 2013 às 16:23
«Eu, que escrevi várias vezes que seria quase impossível que Portugal regressasse aos mercados em 2013, reconheço sem qualquer problema que com estas regras Portugal está em condições de o fazer. Mais relevante, a estratégia negocial de Vítor Gaspar foi a correcta, sobretudo nos prazos em que jogou as suas cartas.»




Ricardo Costa, bitaiteiro chefe do Expresso, afirmando que apesar deste engano, de economia e de todos os assuntos em geral ele entende, deixando no ar que se errou na previsão do regresso aos mercados foi por culpa do Artur Baptista da Silva.


De Floriano Mongo a 24 de Janeiro de 2013 às 16:40
NEURÓNIO SOLITÁRIO

«««A verdade é que o défice, sendo inferior a 5%, face às previsões que eu própria disse aqui, que estava à espera de um défice real de 6%, sabe-se agora que se ficará pelos 5%...»»»»



Constança Cunha e Sá,o neurónio solitário da TVI, afirmando que de previsões económicas ela entende,reforçando a suspeita que no futuro o método infalível para não errar é anunciar exactamente o contrário do que pensa.


comentar tiro

Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds