Sábado, 2 de Março de 2013
por Fernando Moreira de Sá
.... que muitos dos meus amigos vão "para a rua contra a troika". Que tudo corra bem, sem violência. Em Liberdade. Sempre. Ainda não é desta que vou convosco. Um abraço.



tiro de Fernando Moreira de Sá
tiro único | comentar | gosto pois!

2 comentários:
De murphy a 2 de Março de 2013 às 17:05
Respeito a grande maioria dos que hoje se manifestam, as dificuldades pelas quais estão a passar são enormes. Mas acredito que mtos deles são desrespeitados pelos próprios "líderes" das manifs... o que querem esses líderes para o dia seguinte, saberão os manifestantes?

Não perceber que estamos a pagar os erros cometidos, principalmente nos últimos 15-20 anos, só contribuirá para nos levar pelo mesmo caminho.

Esta é a 3ª bancarrota em 30 anos... O País ainda vive de crédito (se não fosse a diabolizada troika, os SACRIFÍCIOS seriam bem MAIORES…), não somos auto-suficientes, continuamos a gastar mais do que produzimos e isto deve-se ESSENCIALMENTE a um Estado que permanece MONSTRUOSO e absorve mais de metade da riqueza produzida pelos portugueses...

http://jornalismoassim.blogspot.pt/2013/02/portugal-lisboa-e-o-resto-do-pais-1.html


De Ajom Moguro a 3 de Março de 2013 às 10:44
TOPAS?
Nada contra manifestações que demonstrem legítimo desagrado pela governação. Mas é bom lembrar os resultados de tais iniciativas que se sucedem sucessivamente sem cessar contra a constante pinta de governos de ocasião, sempre com selo PS ou PSD, com o trapezista CDS pendurado em qualquer deles conforme o número que lhe convém. É visível e inequívoco que a raiz do problema reside no sistema político e eleitoral, que de democrático só tem a fachada, com as elites partidárias fechadas num casulo exclusivo de participação e representação política. O comum cidadão votante é limitado á condição de mero peão sempre manipulado e vergado aos interesses e negociatas da doutorada manajeira . Se queremos mesmo resolver o problema de base sem ficarmos pelo faz de conta, existe uma solução infalível. Se não parirem uma lei eleitoral que abra as portas á sociedade civil temos força e capacidade para os obrigar a tal cambalhota. BOICOTE GERAL A ELEIÇÕES COM AUSÊNCIA TOTAL DAS URNAS. Vai uma aposta que não conseguiam descalçar a bota sem usar a nossa calçadeira, e seria remédio santo para alterar uma pantomina que imortaliza os mamões de sempre na gamela do orçamento?


comentar tiro

Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds