Terça-feira, 2 de Abril de 2013
por Fernando Moreira de Sá

O Movimento "Revolução Branca" - um nome que parece tirado de um qualquer manual de usos e costumes do KKK - recorreu aos tribunais para impedir as recandidaturas de autarcas. Até aqui, tudo bem. Um dos seus mais activos membros é um advogado de Matosinhos: Pedro Pereira Pinto. Nada a apontar. Até ver esta notícia e respectivo vídeo.

 

Nada que me espante. Olhando para boa parte dos principais mentores e promotores destes "movimentos", destes pseudo-independentes, fico sempre com a mesma sensação: o problema é "colinho". Tretas, portanto...


tiro de Fernando Moreira de Sá
tiro único | comentar | gosto pois!

4 comentários:
De Daniel a 2 de Abril de 2013 às 20:47
Recorde-nos la de quando e a lei?


De Armando Fernandes a 3 de Abril de 2013 às 07:57
Não sei se é legítimo falar de "nódoa"... Nódoa porquê? A lei da limitação de mandatos prevê explicitamente um último mandato para os presidentes que na altura da sua aprovação já tivessem sido eleitos três ou mais vezes. Além disso, não podemos ignorar o facto daquela candidatura de Narciso ter sido como independente e não através dum partido. Dada a partidocracia que graça em Portugal, isto é significativo. Além do mais, tanto quanto sei, ele depois foi vereador, não presidente de câmara. E naquela altura o movimento revolução branca ainda não tinha sido constituído, nem nós sabíamos o que iria acontecer a Portugal.


De Paulo Melo Romeira a 3 de Abril de 2013 às 11:15
Tiro ao lado.

Antes de escrever algo deve procurar obter informação completa.

http://www.jn.pt/PaginaInicial/Politica/Interior.aspx?content_id=3142496


De Pedro Correia a 3 de Abril de 2013 às 22:59
Acho muito pouco recomendável haver alguém que confessa "não poder recusar um convite de Narciso Miranda". Sobretudo tratando-se de alguém que pugna pela limitação de mandatos, por ser contra os 'dinossauros autárquicos', quando foi mandatário de um dos maiores tironaussurus rex do poder local.
Este 'revolucionário branco' quer proibir Menezes de concorrer ao Porto por ter estado 12 anos em Gaia e Seara de concorrer a Lisboa por ter estado 12 anos em Sintra. Mas apoiou a recandidatura do velho 'dinossauro' que esteve em Matosinhos mais tempo do que Seara e Menezes juntos nos respectivos municípios: 29 anos! É obra.
Por haver "independentes" destes é que os portugueses continuam a preferir votar em listas partidárias. Ao menos essas admitem ao que vão e não se refugiam em moralismos da treta.


comentar tiro

Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds