Quarta-feira, 10 de Abril de 2013
por Maurício Barra

Nasci durante a vigência da Constituição anti-democrática de Salazar.

Agora vivo sob a Constituição das Bancarrotas a caminho do socialismo.

Realmente, é preciso ter azar.

tags:

tiro de Maurício Barra
tiro único | comentar | gosto pois!

3 comentários:
De Bento Norte a 10 de Abril de 2013 às 08:45
Um azar nunca vem só. Nasci no tempo da guerra bruta, fui à guerra de bota grossa, e vim calhar na guerra de recreio com putos de fraldas.


De murphy a 10 de Abril de 2013 às 15:52

Os cortes alternativos (a conhecer nos próximos dias) terão um impacto mais recessivo sobre a economia que os cortes chumbados pelo TC, porque recairão sobre os agentes mais fragilizados neste momento económico: as pequenas e médias empresas.

http://jornalismoassim.blogspot.pt/2013/04/gloriosa-republica-socialista-portuguesa.html


De fado alexandrino a 10 de Abril de 2013 às 17:54
Não vejo que seja assim tanto azar.
Devemos ser, por alto, uns seis milhões.


comentar tiro

Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds