Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Forte Apache

Compreender, compreendem, mas . . .

Maurício Barra, 22.04.13

“Com as contas externas equilibradas, o país não precisa de mais austeridade. O Estado, sim, continua com défices demasiado elevados, necessitando austeridade.”

Daniel Bessa in Expresso

 

Como diz o professor, o caminho das pedras para a segunda parte desta legislatura é óbvia e incontornável: por um lado reduzir o défice de Estado, por outro lado criar medidas para reactivar a economia que diminuam o desemprego.

Os portugueses já perceberam.

O Governo parece que está compreender.

O PS ainda não. Ou melhor, compreender, compreendeu, mas os seus militantes da “frente marxista” e os “amigos de Sócrates” não os querem deixar compreender.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.