Quarta-feira, 24 de Abril de 2013
por José Meireles Graça

"Como os portugueses em França também comem o seu bacalhau sempre que podem e ouvem a música portuguesa e há ali uma exacerbação do ser português, também os guineenses assim o fazem, porque há uma luta de sobrevivência da sua identidade, étnica e nacional".

 

Isto é dito a propósito da mutilação genital feminina, não vá julgar-se que os emigrantes Guineenses, para conservação da sua identidade cultural, também comem bacalhau. Nada disso: sentem-se muito desenraizados e vai daí excisão, que é para se sentirem em casa. É um acto civilizacional, qual barbárie o quê - acha Inês Oliveira.

 

Não vou ver o filme, não por causa do que a autora pensa - é perfeitamente possível defender ideias inteiramente cretinas e fazer bons filmes - mas por uma questão de probabilidades: as de ver um filme português de que goste são ainda inferiores às da sobrevivência do Euro.

 

Inês, querida, conheces o bordão "tout comprendre c'est tout pardonner"? Pois é, o teu relativismo cultural dá nisso, compreender tudo e perdoar tudo. Se toda a gente sofresse da tua doença infantil da esquerda pateta, não haveria esperança para os milhões de mulheres que têm um estatuto de inferioridade.


tiro de José Meireles Graça
tiro único | comentar | gosto pois!

6 comentários:
De xico a 24 de Abril de 2013 às 15:38
Muito bem colocada a questão.
No entanto perdoar e compreender não significa aceitar. Aliás perdoar significa acreditar que o perdoado não voltará a "pecar", de outra forma não era perdoar mas aceitar. Não se perdoa o que se aceita.


De O cão que fuma a 24 de Abril de 2013 às 17:22
Portuguesa acha que a excisão é um ato civilizacional (!?) PQP! (http://www.caoquefuma.com/2013/04/portuguesa-acha-que-excisao-e-um-ato.html)


De José Meireles Graça a 25 de Abril de 2013 às 01:15
Obrigado, Jim Pereira.


De Alexandre P a 24 de Abril de 2013 às 18:44
Bravo! Não diria melhor, assino por baixo.


De José Meireles Graça a 25 de Abril de 2013 às 01:16
Obrigado, Alexandre.


De raioverde a 25 de Abril de 2013 às 05:28
relativismo cultural e uma das pragas deste seculo


comentar tiro

Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds