Sábado, 27 de Abril de 2013
por Luís Naves

 

Totalmente de acordo com este excelente post de Paulo Pinto Mascarenhas, em ABC do PPM.

Um link para Pharmacia de Serviço e outro para este post de Tavares Moreira, em Quarta República.

 

Finalmente, convém ler um texto de George Soros sobre a crise europeia (em inglês). A lucidez desta intervenção pública exige a nossa atenção e mostra como os debates em Portugal vão geralmente ao lado. O autor defende eurobonds (mas veja-se como o conceito é diferente daquele que se ouve por cá). Os eurobonds de Soros implicariam uma nova instituição europeia onde Portugal não teria direito de voto até estar a cumprir o tratado orçamental de que ninguém se lembra. A segunda alternativa seria a saída da Alemanha do euro. O autor só refere uma possível saída da Itália como cenário, mas o que diz aplica-se a Portugal (um pesadelo que alguns começam a admitir por aqui). O artigo levanta muitas das questões que devíamos estar a debater.


tiro de Luís Naves
tiro único | comentar | gosto pois!

1 comentário:
De l.rodrigues a 29 de Abril de 2013 às 17:30
Agradeço o link final.
E no entanto, Soros não diz nada que um leitor habitual, por exemplo, dos Ladrões de Bicicletas não tenha lido desde que se iniciou a crise. Coisas que têm sido sistematicamente desvalorizadas como ideias da "esquerda radical".


comentar tiro

Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds